Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Ex-Arsenal avalia que David Luiz “comete erros bobos” e é “vulnerável”

zagueiro-david-luiz-se-declara-para-ex-clube-amor-verdadeiro-Futebol-Latino-18-04
Foto: Daniel Leal-Olivas/AFP

A passagem do zagueiro brasileiro David Luiz tem sido bastante marcada pelas críticas vindas de diversos lados onde o último a fazer pontuações negativas sobre suas atuações foi um ex-jogador dos Gunners, o holandês Robin Van Persie.

Betwinner

Leia mais: Técnico não titubeia sobre optar entre dirigir a Argentina ou o River Plate
Suárez dá resposta durante pós-jogo em “indireta” a Quique Setién

Falando com a emissora britânica BT Sport, o ex-atacante do clube de Londres colocou que, mediante a tentativa de mostrar confiança e habilidade na saída de jogo, o defensor por vezes se esquece do papel primordial de um defensor que é a solidez na retaguarda.

Van Persie ainda acrescentou que, caso fosse um atleta com menos idade, poderia ser moldado para se transformar em um dos grandes centrais do futebol mundial. Porém, o fato de já possuir 33 anos de idade acaba também por jogar contra David mediante ao número de “erros bobos” cometidos:

“Se eu jogasse contra ele, tentaria sempre fazer contato físico, provocá-lo um pouco, porque ele é vulnerável. A primeira coisa que você tem de fazer (sendo um zagueiro) é defender, ser sólido e confiável. Se puder, você pode driblar, dar alguns bons passes, mas precisa estar focado no seu trabalho.”

“Com David Luiz, se ele tivesse 24 ou 25 anos, você poderia dizer que ele tem potencial para ser um zagueiro de nível mundial. Mas ele não é. Ele tem 33. Ele tem todas as habilidades porque é confiante com a bola, pode passar, driblar. Ele pode defender, mas comete tantos erros bobos que acabam ajudando o oponente”, disse o ex-atleta.



Tendo renovado seu acordo junto ao Arsenal até o fim da temporada 2020/2021, David Luiz pode precisar de um considerável tempo de recuperação não apenas de seu futebol, mas também na questão física. Isso porque, na vitória por 2 a 1 desse domingo (28) sobre o Sheffield United pela Copa da Inglaterra, ele teve de sair aos nove minutos do segundo tempo sentindo dores na região do ombro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019