Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Ex-Barcelona se agrada com a possibilidade de Lautaro Martínez chegar

juan-antonio-pizzi-comenta-sobre-real-x-barca-messi-e-vidal-Futebol-Latino-28-02
Foto: Franck Fife/AFP

Em entrevista publicada pelo diário espanhol Marca, o ex-jogador e hoje técnico Juan Antonio Pizzi fez uma avaliação positiva no que diz respeito ao atacante argentino Lautaro Martínez, vinculado a Inter de Milão, chegar ao Barcelona.

Leia mais: Seleção peruana doa mais de 20 mil máscaras as Forças Armadas do país
Barcelona e Emelec tomam decisão importante para a temporada 2020

Para ele, tanto Lautaro como Kun Aguero, do Manchester City, são exemplos ideais da mudança de estilo que o posto de centroavante sofreu ao longo dos anos.

“O protótipo da mudança do centroavante pode ser refletida em Aguero e também nesse garoto, Lautaro, que já mostrou na Argentina, no Racing, e na seleção as qualidades que tem. Me parece que é o jogador ideal, o biotipo que tem como jogador é o que mais se adapta ao Barcelona. Aliás, tem uma vantagem de já ter rendido em nível muito alto na liga italiana que, para mim, é uma das mais competitivas do mundo; qualquer jogador que se destaca na liga italiana o vejo capacitado para se destacar em qualquer liga do mundo”, disse Pizzi.

Falando sobre a figura que hoje ocupa o posto de camisa 9 do Barça, Luis Suárez, Pizzi reforça a ideia de que a sua lesão no joelho foi elemento chave para a queda de rendimento do clube que, inclusive, rendeu a saída de Ernesto Valverde do cargo de treinador onde, hoje, Quique Setién está.




“Não só se nota pela ausência futebolística, o que também quero destacar de Suárez é que se vê um líder, exercendo uma autoridade dentro de campo e um compromisso que é contagioso aos seus companheiros e que tira um potencial maior dos jogadores que estão ao seu redor, fundamentalmente a Messi”, avaliou.

Pizzi, aliás, fala com a propriedade de saber muito bem como é ser o “homem-gol” do Barcelona. Isso porque, como atleta, ele defendeu o clube blaugrana de 1996 a 1998 onde, na primeira temporada, ganhou os prêmios Pichichi e a Chuteira de Ouro pela artilharia com 31 tentos assinalados.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019