Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Ex-Boca Juniors crava: “Derrota na final para o Corinthians foi a mais doída da carreira”

Foto: Divulgação

O ano de 2012 está marcado na história da Libertadores. Naquela temporada, o Boca Juniors chegou à decisão continental e o rival foi o Corinthians, que buscava o seu primeiro título no torneio. Após o empate na La Bombonera por 1 a 1, o Timão foi eficiente no Pacaembu e venceu por 2 a 0, resultado que deu a tão sonhada glória ao clube do Parque São Jorge.

Bettilt 300x250

Leia Mais: Ex-jogador da LDU faz afirmação polêmica sobre o Barcelona de Guayaquil
Olho neles! Confira os latinos que atuam no futebol da Noruega



No elenco Xeneize, o zagueiro Matías Caruzzo, autor do gol argentino na primeira partida, foi um dos que mais sentiram o revés na decisão e, mesmo depois de quase oito anos, ele não esquece o sabor amargo da derrota.

“A maior dor da minha carreira como jogador foi perder a final da Libertadores para o Corinthians”, disparou à TNT Sports.

Mordida

Além do revés no marcador, Matías Caruzzo ficou marcado por se desentender com Emerson Sheik, autor dos gols do título. Em determinado momento da provocação, o atacante do Corinthians mordeu o dedo do argentino.

Vingança

Apesar da tristeza em 2012, na temporada seguinte, Boca Juniors e Caruzzo deram o troco no Timão. Os dois clubes se reencontraram na Libertadores e o time Xeneize levou a melhor no mata-mata para continuar no torneio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019