Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Ex-Flamengo relembra conselho dado por Roberto Carlos, válido para Vinícius Júnior

a-bencao-savio-recebe-em-sua-casa-atacante-vinicius-junior-Futebol-Latino-05-07
Foto: Divulgação/AV Assessoria de Imprensa

*Por Danilo Di Grado

Sendo uma das apostas do Real Madrid para o futuro, Vinícius Júnior tem buscado cada vez mais seu espaço no clube espanhol, ganhando até mesmo a confiança do técnico Zidane.

OS_BRAZIL_300x250_2020_Q3_SOC

Leia Mais: Federação da Espanha quer naturalizar ‘Novo Messi’, que prefere a Argentina
Messi acumula “jejum” em confrontos recentes com o Real Madrid


Antes do confronto diante do Barcelona, neste sábado (24), o ex-jogador do Flamengo e do time merengue, Sávio, lembrou um conselho dado por Roberto Carlos. Na época, o ex-lateral o aconselhou a ‘não perder sua essência’, o que lhe daria reconhecimento no campo, destacando que isso é válido para o jovem atleta.

“Falo isso por experiência própria. Tive um conselho do Roberto Carlos quando cheguei. Ele me chamou e falou: ‘Olha, Sávio, aconteça o que acontecer aqui, nunca perca sua essência e o que te trouxe aqui. Pega a bola, encara, vai dentro, dribla, perde a bola, retoma e tenta driblar. Vai por mim. Faça isso que você terá o carinho e o reconhecimento do Santiago Bernabéu’. Então, isso é importante. A personalidade é superimportante, e eu falo isso basicamente para o Vinícius Júnior também”, declarou em entrevista a ‘ESPN.com.br’.

Sávio, por sua vez, ainda pontuou sobre as principais características de Vinícius. “Primeiro que é um processo de evolução de um atleta muito jovem, que saiu muito cedo do futebol brasileiro, que chega em um clube diferenciado do futebol europeu, com uma pressão grande por conquistas, como é o Real Madrid. Vemos que a cada temporada ele evolui, em termos de posicionamento, tecnicamente. É um garoto que, de coração, torço pelo sucesso dele. Muita gente já me perguntou e fez uma certa comparação, que não existe. Eu saio do Flamengo em 1997 com 261 jogos. Uma certa rodagem e experiência. Era outro futebol e outras competições. Ele saiu muito jovem. Tem um ponto que falo sempre que é a personalidade. Eu acho que o Vinícius tem evoluído muito, mas que tem muita personalidade. Você não se abater, encarar o adversário, usar do ponto mais forte, que o dele é a jogada individual, o drible, a velocidade. Não pode se abater com o mau momento”, ressaltou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *