Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Ex-jogador da LDU faz afirmação polêmica sobre o Barcelona de Guayaquil

ex-jogador-da-ldu-faz-afirmacao-polemica-sobre-o-barcelona-de-guayaquil-Futebol-Latino-19-05
Foto: Divulgação

Apesar de representar um jogo importante no cenário equatoriano, o embate entre LDU e Barcelona de Guayaquil tem uma particularidade que certamente incomoda o Ídolo: a equipe jamais venceu o time de Quito no estádio Casa Blanca, casa da Liga desde 1997.

Leia mais: Olho neles! Confira os latinos que atuam no futebol da Noruega
Jornalista argentino abre o jogo e dispara contra Jorge Sampaoli

Comentando sobre a influência do aspecto emocional em jogos nesse contexto, o ex-jogador da equipe blanca, Franklin Salas, disse para o veículo Fútbol Sin Cassette que, em duas oportunidades, ele presenciou momentos onde a arbitragem acabou “tirando” a chance do Barce em quebrar essa barreira.

No ano de 2002, mais precisamente no dia 8 de setembro em jogo com 10 minutos de acréscimo, a virada da LDU sobre o Barcelona por 4 a 3 começou quando, em lance de cobrança de falta, os jogadores do clube de Guayaquil reclamaram de um apito que fez os mesmo pararem no lance do gol que deixou tudo igual:

“Cevallos (ex-goleiro dos dois clubes) queimou muito tempo nesse dia. Quando a partida está para terminar, me fizeram uma falta. Cobramos essa falta e escutamos um apito. Vemos que (Fabio) Schiavi cabeceia sozinho, porque ninguém o marcou. Faz o gol e Byron Moreno vira e termina a partida. Pelo tempo não se podem queixar, mas sim pelo apito.”

Na outra oportunidade, naquele mesmo ano em 15 de dezembro, a LDU segurou um empate contra o time Amarillo no Casa Blanca em 0 a 0 que evitou o título nacional do rival mesmo com um gol do Barcelona mal anulado:

“Evitamos que o Barcelona fosse campeão no nosso estádio. Mas, se houvesse o VAR, eles eram campeões. Naquela vez apitaram um impedimento muito apertado que não era e foram os mesmos árbitros estrangeiros que o Barcelona pediu.”

Por isso, na opinião do ex-jogador equatoriano que atualmente é auxiliar técnico da LDU, existe toda uma carga de estresse do lado barcelonista quando de confrontos com a Liga no Casa Blanca:

“Para o Barcelona vai sempre doer que a Liga tenha os títulos que eles não tem ou que eles chamem esse jogo de clássico e, por isso, eles chegam com o peso de ganhar no Casa Blanca. Para mim, eles tem mais estresse nessa partida, porque tem que ganhar. Por outro lado, nós temos de cuidar de uma invencibilidade.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019