Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Print

Ex-técnico do River Plate pode ser o novo comandante da seleção equatoriana

O argentino teria em seu contrato uma cláusula que o liberaria, a qualquer momento, caso recebesse uma proposta para dirigir uma seleção

*Por Juliano Rangel

O prestígio do técnico Hernán Darío Gómez segue em baixa depois do baixo desempenho apresentado pela seleção equatoriana na Copa América e alguns nomes de treinadores já começam a surgir para substituí-lo. O mais recente é o do argentino Matías Almeyda, atualmente no San José Earthquakes, que disputa a Major League Soccer (MLS).

Leia mais: Clube árabe negocia a compra de atacante do Benfica

Falcao revela desejo de atuar em time sul-americano

De acordo com o site mexicano Medio Tiempo, o vice-presidente da Federação Equatoriana de Futebol (FEF), Michel Deller, seguiu para os Estados Unidos na última sexta-feira (19), para tentar convencer o argentino a assumir o cargo.

Em sua primeira temporada na MLS, Almeyda chegou ao clube em outubro de 2018, depois de atuar como treinador no Chivas Guadalajara. Tendo iniciado a carreira de técnico no River Plate, quando o clube argentino disputou a segunda divisão nacional, o argentino teria em seu contrato uma cláusula que o liberaria, a qualquer momento, caso recebesse uma proposta para dirigir uma seleção.

Caso Almeyda não aceite a proposta, a mídia equatoriana já noticiou que os outros favoritos para assumir o cargo seriam os também argentinos Ariel Holan e Luis Zubeldía.