Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Federação Equatoriana bancará custo dos testes de coronavírus para envolvidos nas partidas

federacao-equatoriana-bancara-custo-dos-testes-de-coronavirus-Futebol-Latino-17-05
Foto: Divulgação

O Equador é um dos países que vive situação mais crítica em relação ao contágio do novo coronavírus. Segundo a última atualização, são mais de 33 mil pessoas infectadas com 2,7 mil óbitos confirmados.

Leia mais: Clubes europeus se acumulam atrás de talentoso meio-campista argentino
Casemiro ressalta importância da volta do futebol: “Passo importante também para a sociedade”

Contudo, apesar da ausência de data fixada para o retorno das atividades, a Federação Equatoriana de Futebol (FEF) já fez um planejamento para a volta dos jogos onde a realização de testes será bancada pela entidade que rege o futebol no país.

Segundo documento publicado pela própria FEF no seu site oficial, todos os 26 clubes da LigaPro, os 17 da Superliga Feminina e também os 150 árbitros habilitados a esses torneios estão inclusos no financiamento de testes.

Em relação a periodicidade estabelecida no protocolo que contou também com a participação da Secretaria Geral, da Comissão Médica e também da Direção de Licenças e Competições da Federação Equatoriana de Futebol, a ideia é testar todos os envolvidos pelo menos 72 horas antes dos jogos e no primeiro treino após os confrontos.

O secretário geral da entidade, Gustavo Silkovich, entende que é necessário esse tipo de procedimento para garantir que, aos poucos, o ambiente possa ser favorável a normalização da prática do futebol no país sul-americano:

“É muito importante para o futebol ter esse marco, que reúna as normas, controles e processos que devem ser aplicados para esse paulatino regresso do futebol e que devem ser identificados para que as atividades se realizem de maneira harmônica, controlada e segura, minimizando os riscos para a saúde dos jogadores e pessoas que participem desse processo.”

O próximo passo do procedimento é contar com a aprovação do COE Nacional (Serviço Nacional de Gestão de Riscos e Emergências) para avançar nas questões de calendário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019