Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Felipão e Renato Gaúcho entre os favoritos para dirigir o Boca Juniors

De acordo com o Diário Olé, a diretoria Xeneize observa com carinho os dois treinadores brasileiros para tentar o título da Libertadores 2020

Um dos assuntos que mais chamam a atenção na mídia argentina nos últimos dias é o futuro do técnico Gustavo Alfaro, do Boca Juniors. Com o contrato válido até dezembro, a permanência do comandante não é certa.

Leia Mais: Técnico do Flamengo é elogiado por ídolo argentino
Hernán Barcos não deve continuar no Atlético Nacional

Mediante ao tema, o ‘Diário Olé’, uma das publicações mais relevantes do futebol albiceleste, revelou nesta terça-feira que Renato Gaúcho e Felipão estão entre os mais cotados para dirigir a equipe.

No caso do ex-técnico do Palmeiras, o desejo de contar com ‘Big Phill’ é antigo. Lendário na América do Sul, principalmente pelos títulos da Libertadores com o Verdão e Grêmio, o seu nome é bem cotado nos bastidores da La Bombonera.

O principal motivo pela adoração a Felipão é a seca de títulos continentais do Boca Juniors. Desde 2007 sem faturar a Liberta, a diretoria quer um comandante que seja capaz de faturar a competição.

Mesmo com a simpatia pelo técnico campeão do mundo com o Brasil, Felipão jogou a Libertadores em duas oportunidades com o Palmeiras e não chegou a grande final.

No caso de Renato Gaúcho, o comandante do Grêmio seria um ‘plano B’. Mais jovem que Scolari, mas com uma personalidade forte, Portaluppi também entrou na mira das especulações Xeneize.

Diferente do seu ‘concorrente’, Renato Gaúcho tem sido mais copeiro, já que conquistou a Libertadores em 2017 e colocou o Grêmio nas semis de 2018 e 2019.

Eleições

Com Alfaro no cargo até o fim do ano, o Boca Juniors só deve escolher o seu novo técnico após as eleições presidenciais, que acontecem no começo de dezembro.

error: Futebol Latino 2019