Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Festa no Uruguai! Óscar Tabárez alcança marca histórica pela Celeste

Apoiado em uma rica história de conquistas dentro de campo, o treinador chega a marca de 14 anos no comando da Celeste Olímpica
revelada-doenca-afeta-ha-anos-tecnico-oscar-tabarez-Futebol-Latino-12-07

O sábado é de alegria para o futebol uruguaio, pois o técnico Óscar Tabárez completa 14 anos a frente da seleção nacional, em um projeto que mudou o patamar da Celeste no quesito continental.



Leia Mais: Boca Juniors recebe multa financeira da Conmebol
Um dos caçulas, Carlos Stein busca recuperação na Liga 1 peruana

No dia 21 de março de 2006, com o Uruguai fora da Copa do Mundo da Alemanha, a solução da AUF (Associação Uruguaia de Futebol) foi buscar Tabárez com o objetivo de revolucionar o estilo da Celeste, que apesar da raça dentro de campo, não conseguia mais dar resultados.

Ciente da responsabilidade, o treinador exigiu que a “briga” ficasse de lado e que seus jogadores praticassem futebol, pois ele não admitia mais a imagem de violência que o Uruguai tinha perante aos rivais.

Aos poucos, Tabárez construiu um time sólido e se apoiou no talento de Diego Forlán, que acabou eleito o melhor jogador da Copa do Mundo de 2010, torneio que a Celeste acabou na quarta colocação.

A glória veio no ano seguinte, quando o Uruguai quebrou a seca de 16 anos sem gritar é campeão com a conquista da Copa América, em solo argentino.

Ao longo do tempo, o treinador conseguiu ajudar no crescimento de grandes talentos para o país, como, por exemplo, Edinson Cavani, Luis Suárez e Diego Godín, atuais referências da seleção.

Outro ponto positivo de sua trajetória no Uruguai é a participação em Copa do Mundo. Sob o seu comando, a equipe conseguiu se classificar em todas as edições (2010, 2014 e 2018), algo que não era comum antes de Tabárez.

Agora, a torcida uruguaia espera que, Tabárez possa conduzir o país a mais uma Copa do Mundo (2022) e quem sabe voltar para casa com a conquista mundial, algo que não acontece desde 1950.

Veja alguns números:

Título
Copa América 2011

Copa do Mundo
2010: 4º lugar
2014: 12º lugar
2018: 5º lugar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019