Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Futuro de Claudio Bravo pode ser retornar ao futebol espanhol

claudio-bravo-pode-voltar-a-ser-convocado-pela-selecao-chilena-Futebol-Latino-14-08
Foto: AFP

O futebol espanhol, país onde o goleiro chileno Claudio Bravo conquistou títulos importantes defendendo o Barcelona, pode mais uma vez ter sua presença atuando em uma equipe de La Liga. Porém, dessa vez, o interessado em seus serviços seria o time do Betis.

Leia mais: Felipão surge como favorito para assumir seleção sul-americana
Déjà Vu? Valdivia sofre lesão no futebol mexicano

Pelo menos, foi o que informou o periódico da região da Andaluzia, o Estadio Deportivo, alegando que o jogador sul-americano faria parte de uma lista de reforços pretendida pelo time que, na última edição do Espanhol, ficou em 15° com 41 pontos. Campanha essa apenas seis unidades acima do Leganés, time que foi rebaixado.

Conta de maneira favorável ao atleta de 37 anos de idade, além de seu vínculo estar próximo do fim junto ao Manchester City (termina após a Liga dos Campeões da Europa, algo que permite negociar sem taxa de transferência) o fato de que o técnico do Betis é o também chileno e ex-Manchester City Manuel Pellegrini.

O veículo responsável pela informação ressaltou que o interesse do clube em questão não é tão recente já que, desde fevereiro, a possibilidade de contratar Bravo é analisada. Nesse momento, o elenco principal conta na posição com o espanhol Joel Robles além dos jovens e também espanhóis Dani Martín, Rebollo e Carlos Marín.




Contudo, a lista de alternativas para a posição, na análise do Betis, não parece ser tão pequena. Isso porque outros nomes que estão atuando na Espanha (Rui Silva, do Granada, Fernando Pacheco, do Alavés, Aitor Fernández, do Levante, e Marko Dmitrovic, do Eibar) além de Vicente Guaita, do Crysal Palace (Inglaterra), Adrían, do também inglês Liverpool, o alemão Kevin Trapp, do Eintracht Franfkurt (Alemanha), o suíço Noam Baumann, do FC Lugano (Suíça) e o português José Sá, do Olympiakos (Grécia) também seriam nomes na lista de avaliação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *