Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Print

Governo da Argentina vai pedir o adiamento da semi entre Boca e River

Com medo de possível duelo entre as torcidas, a gestão Macri vai pedir que a semi da Liberta seja realizada no dia 29 de outubro
Com medo de possível duelo entre as torcidas, a gestão Macri vai pedir que a semi da Liberta seja realizada no dia 29 de outubro
River-Plate-Boca-Juniors-Libertadores-Futebol-Latino-01-10

Na tarde desta quinta-feira, o canal TyC Sports revelou que o Governo Nacional da Argentina vai solicitar a Conmebol uma mudança na data da partida entre Boca Juniors e River Plate, marcado para o dia 22 de outubro na La Bombonera.

Leia Mais: Di María revela ato surpreendente de Messi durante a Copa América
Esquadrões Libertadores: 1969 – Estudiantes mantém a hegemonia da América

O motivo principal é que cinco dias após o duelo, está marcada a eleição presidencial. O temor do governo Macri é que uma confusão entre torcida e polícia possa prejudicar a imagem da segurança pública do país e isso afete o resultado das urnas.

Segundo a emissora, o pedido que será enviado para a Conmebol é que o confronto seja realizado no dia 29 de outubro, às 21h30 (horário local), na La Bombonera.

Temor

Nas duas últimas eliminatórias entre os maiores rivais da Argentina houve confusão. Em 2015, um torcedor do Boca Juniors espirrou gás de pimenta no túnel de acesso ao campo por onde os jogadores do River Plate passaram e impediu que os atletas Millonarios atuassem na etapa final.

No último, o mais emblemático, o ônibus do Boca Juniors foi apedrejado pela torcida rival na chegada ao Monumental de Núñez. Sem condições de receber a partida, o território argentino foi jogado de lado e a cidade de Madri recebeu a final da Liberta 2018.