Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Grana forte e “ponte” para a Europa: porque Brenner foi para a MLS

grana-forte-e-ponte-para-a-europa-porque-brenner-foi-para-a-mls-Futebol-Latino-16-02
Foto: Divulgação/FC Cincinnati

Em meio a “seca” de vitórias vivida pelo São Paulo na transição de 2020 para 2021, o clube anunciou a venda do atacante Brenner para o FC Cincinnati, que disputa a Major League Soccer (MLS). A negociação que envolveu, inicialmente, 15 milhões de dólares (R$ 78 milhões) que podem aumentar de acordo com metas estabelecidas.

OS_BRAZIL_300x250_2020_Q2_SOC

Leia mais: R10, Neymar, Ibra… astros que jogaram em Barcelona e PSG
Ele voltou! Sebastián Beccacece é o novo técnico do Defensa y Justicia

Com a surpreendente escolha do avante de 21 anos de idade em aceitar a proposta de um clube norte-americano ao invés de aguardar investidas mais concretas do Velho Continente, o jornalista norte-americano Ryan Tolmich, do portal Goal, produziu um conteúdo elencando os principais argumentos do time de Ohio para assegurar a contratação de Brenner.

O primeiro argumento teve mais suporte junto ao clube brasileiro do que, necessariamente, do lado do atleta. Isso porque, diante da ala multa rescisória que tinha o atacante formado no Tricolor (50 milhões de euros, semelhante a algo na casa dos R$ 260 milhões), era difícil com que as grandes equipes europeias, afetadas pela pandemia, chegassem com poderio de compra elevado.

No caso do FC Cincinnati, a oferta com pagamento imediato agradou a diretoria são-paulina que, na transação, cumpriu quase metade do que se propôs no orçamento com a venda de jogadores. Questão essa, aliás, falada abertamente pelo diretor do clube, Gerard Nijkamp:

“Estes são tempos difíceis para os clubes. Eles não são tão pró-ativos na contratação de novos jogadores porque ainda há incertezas no mundo. Talvez isso nos dê a oportunidade de conseguir um jogador de alto nível que, em um mundo normal, seria mais difícil para um clube como o FC Cincinnati ou qualquer outro clube da MLS. Normalmente, esses talentos vão diretamente para a Europa. Agora, ele veio para o nosso clube. Fizemos o investimento, colocamos o dinheiro na mesa.”

Pensando no lado de Brenner, o ponto abordado com ele foi a possibilidade de, atuando na MLS, estar em um país que também tem olhares atentos do mercado europeu e seguir com uma estrutura de alta qualidade.

“Os Estados Unidos dão muito brilho em meus olhos. Quando a oferta chegou, eu não pude resistir. Assim que soube do projeto por uma ligação e vi todas as instalações, a partir daquele dia, comecei a procurar por vídeos do clube e dos fãs. Isso realmente me surpreendeu e eu não tive dúvidas”, disse o próprio atacante.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Futebol Latino sabe que a alegria do esporte bretão do continente americano é bem mais do que Brasil, Argentina e Uruguai. Isso porque o amante da bola quer mesmo é saber de tudo, desde a final do Brasileirão até a 5a rodada do Peruano, com a mesma seriedade e com a mesma paixão. Leia Mais

Entre em contato conosco: comercial@futebolatino.com.br

© Futebol Latino - Todos os Direitos Reservados - 2019 | Por Diegão ©