Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Print

Guabirá ainda não tem estádio garantido na Copa Sul-Americana

Adversário do Macará na primeira fase da competição continental, o Guabirá tem certificados a conseguir para adequar sua casa aos parâmetros da Comnebol
guabira-ainda-nao-tem-estadio-garantido-na-sul-americana-Futebol-Latino-Futebol-Latino-03-01

Além de montagem de elenco e da expectativa para o ano de 2019, o time do Guabirá precisa resolver outra situação envolvendo a participação da equipe na Copa Sul-Americana: As condições do estádio Gilberto Parada, local onde manda seus jogos na cidade boliviana de Montero.

Leia mais: Boca e Racing voltam aos treinamentos com dúvidas no elenco e empolgação para 2019
Ex-Corinthians se enfrentam em duelo por recuperação no Oriente Médio

Isso porque, segundo informações veiculadas pelo diário local El Día, existem três certificados obrigatoriamente solicitados pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) para a inscrição do estádio que ainda não foram obtidos pelo clube.

Em entrevista dada ao dito veículo, o gerente do clube, Robert Limpias, disse que o Certificado de Segurança, o Certificado de Engenharia e o Informativo de Segurança foram documentos analisados como faltantes através de uma inspeção feita pela empresa Arenas contratada pelo Guabirá.

No ano passado, os bolivianos jogaram pela primeira vez a competição e acabaram eliminados já na primeira fase ao perder para a LDU em Quito por 2 a 1 e vencer os equatorianos em casa por 3 a 2 graças ao critério do gol fora de casa.

Quis o destino que, em 2019, o primeiro oponente dos Azucareros fosse outro time do Equador, o Macará, estando o embate de ida agendado para o dia 12 de fevereiro em Ambato. A volta, seja em Montero ou em outro palco da Bolívia, vai ser no dia 28 de fevereiro.