Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Ídolo do Boca faz revelação sobre caso do “gás de pimenta” no vestiário do River Plate

Foto: Reprodução/Youtube

Em 2015, Boca Juniors e River Plate mediram forças pelas oitavas de final da Libertadores e o duelo da volta, disputado na La Bombonera, ficou marcado pelo episódio do gás de pimenta no túnel de acesso ao campo do River, que fez o jogo ser encerrado no intervalo.

Leia Mais: Maracanazo: a “tragédia” em contraste com a charrua
O amor pelo futebol e as apostas online



Depois de cinco anos do acontecimento, Beto Márcico, ídolo do Boca Juniors, revelou os bastidores de uma conversa entre o técnico Marcelo Gallardo e o presidente Millonario, Rodolfo D’Onofrio.

“O Arruabarrena escutou o D’Onofrio dizer ao Gallardo para não autorizar o árbitro a reiniciar a partida, pois o River Plate levaria a decisão ao tribunal da Conmebol e ficaria com a vaga”, afirmou à TNT Sports, antes de completar:

“O River disse que o Boca Juniors abandonou o campo, mas isso nunca ocorreu. Quem fugiu foi o River Plate. Apesar de tudo o que ocorreu, o Boca tinha certeza que poderia vencer dentro das quatro linhas”.

Eliminatória

Vale lembrar que, o River Plate havia vencido a ida por 1 a 0. Com o empate sem gols na etapa inicial, o time do Monumental de Núñez garantia a sua classificação para as quartas de final.

Após a Conmebol decidir a favor do time Millonario, Marcelo Gallardo e Cia embalaram rumo ao título da Libertadores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *