Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Independiente del Valle comanda o jogo e bate o Barcelona de Guayaquil

Barcelona-de-Guayaquil-Independiente-del-Valle-Futebol-Latino-Lance-04-03
Foto: Divulgação/Conmebol

O primeiro jogo do Grupo A da Copa Libertadores teve o Independiente del Valle visitando o Barcelona de Guayaquil no Monumental Isidro Romero e vencendo com absoluta propriedade por 3 a 0.

Leia mais: Após susto, jogador mexicano descarta suspeita de coronavírus
Feliz na MLS, Chicharito Hernández descarta retorno a ex-clube

Primeiro tempo

Os dois times fizeram questão de mostrar, desde cedo, que iriam aplicar à risca os seus estilos de jogo baseados na verticalidade para chegar ao gol em poucos toques. Fazendo, inclusive, com que o começo da partida já fosse em ritmo mais acelerado e com chances de finalização constantes.

A primeira mais perigosa apareceu para os visitantes quando, em lançamento onde conseguiu ganhar da marcação, a bola caiu nos pés de Efren Mera que encheu o pé praticamente na marca do pênalti e viu o arqueiro Víctor Mendoza defender com o rosto.

Pouco tempo depois, o Independiente ainda chegou novamente com propriedade quando Angelo Preciado avançou rapidamente pelo lado direito e cruzou para Gabriel Torres, antecipando toda a zaga do Barce, tocou de bico e viu a bola carimbar o travessão.

De maneira impositiva, o del Valle se apoderou da responsabilidade em ditar as ações ofensivas e, com sua posse de bola e marcação com linhas mais altas, colocava o Barce no papel de correr atrás da bola para usar justamente os espaços na zaga adversária se valendo de possíveis contra-ataques.



Segundo tempo

Os Toreros até tentaram demonstrar, na volta do intervalo um maior poder de marcação na etapa complementar avançando suas linhas de marcação e tentando ficar por mais tempo com a bola nos pés.

Todavia, logo aos 10 minutos, Mera recebeu passe com absoluta liberdade para levantar a cabeça e enfiar bola na medida para Gabriel Torres. O camisa 7 tocou na saída de Víctor Mendoza e inaugurou o marcador do Monumental Isidro Romero favoravelmente ao clube de Sangolquí.

A IDV até chegou a marcar novamente com Torres tentando se demonstrar ainda dedicada a sua filosofia de dominação sobre o adversário, mas a arbitragem anulou corretamente marcando impedimento.

Precisando sair pro jogo, o Barcelona se viu impelido a ser ainda mais ofensivo do que já tentava ser e dava espaços para que o seu oponente tivesse campo para atuar na velocidade que desejasse, seja acelerando para buscar o contra-golpe ou mesmo valorizar a posse na troca de passes. Fato é que o Barce até conseguiu fazer Brian Pinos trabalhar quando Fidel Martínez bateu falta para a defesa incrível do arqueiro do Independiente del Valle. Contudo, as chances que já rareavam ficaram ainda mais improváveis de aparecer quando o lateral-esquerdo Mario Pineida fez falta dura em Jhon Sánchez e acabou levando cartão vermelho direto.

Para fechar o resultado positivo em grande noite dos atuais campeões da Copa Sul-Americana, aos 42 Jhon Sánchez saiu driblando toda a marcação pelo lado esquerdo do ataque e tocou para Cristian Ortiz que bateu no extremo canto direito de Mendoza para fazer 2 a 0 del Valle e, de pênalti, Cristian Pellerano soltou a bomba para fazer o terceiro dos visitantes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019