Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Japão pressiona no fim, mas goleiro dos Estados Unidos garante o empate

Após 1º tempo morno, as duas equipes fizeram uma 2ª etapa mais movimentada e com predomínio dos japoneses nos minutos finais

*Denis Santos

No estádio Kleber Andrade, Estados Unidos e Japão acabaram empatando por 0 a 0. Com o resultado, os norte-americanos se complicaram na tabela e precisam vencer a Holanda no último jogo de qualquer maneira para continuar sonhando com a classificação. Os japoneses precisam apenas do empate com Senegal para passar de fase.

A partida

Estados Unidos e Japão fizeram um primeiro tempo bem morno. As duas equipes demonstraram muita dificuldade na criação e com muitos erros de passe.

Com isso, os chutes de longa distância e a bola parada acabaram tornando-se as armas dos norte-americanos e dos asiáticos, mas que quase não levaram perigo à meta dos goleiros Odunze e Suzuki.

A única chance mais aguda na etapa inicial foi na bola levantada na área por Busio, mas Carrera cabeceou para fora e desperdiçou.

Ao contrário dos primeiros 45 minutos, o segundo tempo começou mais movimentado, com os Estados Unidos marcando o seu gol, mas que acabou sendo anulado pela arbitragem.

Os Americanos pressionavam, mas os japoneses eram bastante perigosos nos contra-ataque. E em um desses contragolpes, Fujita recebeu passe, resolveu arriscar de fora da área e por pouco não abriu o placar.

A partir do meio da etapa complementar para o final, o Japão cresceu no jogo e ficou muito próximo da vitória. Wakatsuki, atacante do Japão, quase marcou em três oportunidades. Mas nas três chances brilhou a estrela do goleiro Odunze, que salvou os norte-americanos em todas finalizações do atacante japonês, garantindo o empate.

error: Futebol Latino 2019