Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Jogador contra experiência com Andriy Schevchenko

Foto: Divulgação/Schevchenko

Andriy Schevchenko foi uma das lendas da sua geração. Com a camisa do Milan, ele conseguiu enfileirar títulos e escreveu o seu nome na história do clube e do futebol.

Leia Mais: “Acredito que a Libertadores seja adiada”, dispara cartola sul-americano
Atleta do Real Madrid topou oferta de time sul-americano



Na reta final da carreira, o centroavante retornou ao Dynamo de Kiev e por lá fez sucesso e impressionou seus companheiros, principalmente Facundo Bertoglio, que atuou com ele na Ucrânia.

Em conversa com o repórter Hernán Castillo, ele contou bastidores de como era treinar com Schevchenko.

“Em 2010 deixei o Colón para jogar no Dynamo de Kiev. Quando desembarquei na Ucrânia soube que o time havia contratado o Schevchenko e fiquei assustado e animado ao mesmo tempo, que tirei o máximo de proveito”, afirmou, antes de completar.

“Fiquei impressionado como ele utilizava as duas pernas e não falhava em campo reduzido. A técnica era incrível. Ele não desperdiçava nenhuma chance. Nas partidas isso se repetia e tinha uma grande qualidade técnica. A sua habilidade era tão grande, que poderia jogar de armador e depois de centroavante”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019