Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Jogador da Costa Rica bate-boca com repórter durante coletiva

Foto: Divulgação

O clima esquentou de vez no último treino da Costa Rica antes de encarar o México, pelas quartas de final da Copa Ouro. Considerado por muitos a zebra do confronto devido a campanha na fase de grupos, o rótulo de azarão não caiu muito bem entre elenco e comissão técnica.

Leia Mais: Brasileiros terão missão de parar Iniesta, Villa e Podolski no Japão
Dois clubes sul-americanos disputam a contratação de Ezequiel Lavezzi

O atacante Joel Campbell, um dos mais renomados da equipe, concedeu entrevista após a atividade e ao ser perguntado sobre o favoritismo mexicano demonstrou um grande incômodo.

“Quem falou que somos azarões? No futebol não existe favorito e zebra. São 11 contra 11 e quem tiver mais personalidade dentro de campo vai ganhar”, disparou.

“O México possuí grandes jogadores, mas isso não dá nenhuma garantia de vitória. Vamos deixar tudo dentro de campo e desfrutar da partida para alegrar o nosso torcedor”, completou.

Na fase de grupos, a Costa Rica deixou a desejar. Após vencer os dois primeiros jogos, a equipe foi superada pelo Haiti e ficou com o segundo lugar.

Costa Rica e México se enfrentam neste sábado, a partir das 22h30 (Horário de Brasília) e o Futebol Latino acompanha todas as emoções do confronto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *