Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Jogador do Santos Laguna afirma que sofreu insultos racistas

jogador-do-santos-laguna-afirma-que-sofreu-insultos-racistas-Futebol-Latino-19-02
Foto: Divulgação

Em jogo pelo Clausura 2021 da Liga MX diante do Atlético San Luís na última quinta-feira (18) onde foi expulso após uma confusão com jogadores do banco de reservas do adversário, o zagueiro equatoriano Félix Torres, do Santos Laguna, fez uma acusação de que sofreu insultos racistas.

OS_BRAZIL_300x250_2020_Q2_SOC

Leia mais: Datas para jogos das Eliminatórias são agendadas pela Conmebol
Atlanta United reforça a lateral-direita e cede zagueiro por empréstimo

O primeiro a falar sobre o tema, antes mesmo de Félix, foi o zagueiro brasileiro Dória durante a entrevista coletiva onde fez um parêntese na avaliação da partida para falar sobre o tema de maneira bastante enérgica. Agregando, inclusive, que encontrou seu companheiro chorando no vestiário diante do ato criminoso:

“Essas coisas não se podem permitir nem de gente de fora e nem pode acontecer no futebol de hoje, mundial: racismo. Meu companheiro de defesa, Félix Torres, está chorando no vestiário e isso eu não admito, é meu irmão, meu companheiro. Não pode acontecer isso no México, no Brasil, onde for. Já passamos por esse tempo. Peço que revisem as câmeras, agora que ele foi expulso. Tivemos atos de racismo. Isso acabou, isso acabou, não temos diferença de cor, somos todos iguais, isso é coisa antiga. Peço que revisem. Viemos desfrutar, jogar futebol.”

Mais calmo, porém notoriamente abalado, Félix Torres também falou na coletiva onde seu sentimento era de profunda tristeza por passar pela situação, mas também de sensação de acolhimento pela reação de seus companheiros:

“Me sinto abalado nesse momento e me dá muita tristeza que isso aconteça no futebol. Uma pessoa como eu, que não tem problemas com ninguém, trato de me dar bem com todo mundo, seja da cor que for. O que aconteceu não pode continuar acontecendo, me sinto afetado e muito triste. Sem importar a cor, me amam assim. Eles (meus companheiros) sabem a pessoa que sou. Sabem a dor que estou sentindo agora, me sinto identificado como negro, amo a minha cor. Amo meus companheiros porque eles me defendem, estão ali me respaldando.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Futebol Latino sabe que a alegria do esporte bretão do continente americano é bem mais do que Brasil, Argentina e Uruguai. Isso porque o amante da bola quer mesmo é saber de tudo, desde a final do Brasileirão até a 5a rodada do Peruano, com a mesma seriedade e com a mesma paixão. Leia Mais

Entre em contato conosco: comercial@futebolatino.com.br

© Futebol Latino - Todos os Direitos Reservados - 2019 | Por Diegão ©