Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Print

Jornalista argentino afirma que Conmebol espera desistência da AFA por Copa do Mundo 2030

Martín Liberman, apresentador da Fox Sports local, passou informação em meio a longo editorial sobre postura da AFA em reclamações da Conmebol
afa-termina-com-sistema-de-promedio-nas-divisoes-inferiores-Futebol-Latino-21-02

Antes de iniciar a apresentação da última edição especial aos domingos do programa Debate Final em meio a disputa da Copa América, o apresentador da versão argentina do canal Fox Sports, Martin Liberman, fez um longo e contundente editorial.

Leia mais: Confira os confrontos das oitavas de final da Copa Bicentenario, no Peru
Destaque da Colômbia na Copa América tem o seu futuro decidido

O principal tema foi a sua opinião em meio as reclamações da AFA e também em declarações de Lionel Messi sobre prejuízos via arbitragem é mesmo um suposto quadro de corrupção da Conmebol. Porém, já no fim, ele acrescentou importante informação que, segundo o mesmo, foi apurada “com dois importantes dirigentes” da Associação do Futebol Argentino (AFA) bem como com três dirigentes que integram a Conmebol.

Segundo o que foi apurado, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) entende que, mediante as duras críticas feitas pela entidade argentina, existe a expectativa da desistência dos argentinos em organizar a Copa do Mundo de 2030 no país.

Caso a situação em questão venha a acontecer, esse tipo de manobra poderia ser prejudicial não apenas a entidade em si, mas também a federações vizinhas. Isso porque vale lembrar que a candidatura dos argentinos ocorre em conjunto com Bolívia, Chile e Paraguai.

Veja abaixo outros trechos do editorial:

“Esperávamos aqui estar falando com vocês sobre a Argentina estando na final da Copa América. Mas isso não aconteceu e é lógico que não porque é uma equipe ruim. Então, como uma equipe ruim iria jogar a final no Maracanã, salvo um capricho do destino, era algo que não era natural, orgânico, pois a Argentina não tinha uma equipe e nem nível futebolístico para jogar a final da Copa América.”

“Se você prefere achar que nos meteram a mão e por isso não estamos na final, é um problema seu e tem todo o direito de fazê-lo. Eu prefiro esmiuçar a atuação da Argentina na Copa América. Uma Copa América onde a Argentina perdeu para o Paraguai, perdeu para o Brasil, empata com o Paraguai, ganhou apenas de Catar e Venezuela e ganhou o jogo de terceiro lugar quando sabemos que não tem o mesmo ritmo de outras partidas.”

“Pensemos no que era dito uma semana antes da Copa América: Críticas de Menotti a seleção que já estava no Brasil, uma Copa ruim de Messi sendo que, publicamente, o próprio jogador disse que não era a Copa América dele, aniquilaram a Scaloni apontando que ele não fazia as alterações corretas, que ele não estava à altura da tarefa (…) graças ao VAR, encontra um pênalti Deus sabe de onde contra o Paraguai… esse era o cenário antes de Argentina x Brasil.”