Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Lanús ganha bem na Sul-Americana da Universidad Católica de Quito

Lanus-Universidad-Catolica-1-Quito-Futebol-Latino-12-02
Foto: Divulgação/Conmebol

Recebendo pela primeira fase da Copa Sul-Americana a Universidad Católica de Quito, o Lanús construiu uma ótima vantagem pensando no compromisso de volta ao vencer por 3 a 0 jogando no estádio La Fortaleza, na Argentina. O embate da volta onde o time equatoriano precisará ao menos igualar o marcador para levar as penalidades está programado para ocorrer no Atahualpa em 26 de fevereiro.

Leia mais: Neymar surpreende ao falar sobre Top-4 de atletas fora da Liga dos Campeões
Brasileirão Feminino: Palmeiras massacra Vitória no Barradão

Primeiro tempo

Antes mesmo dos cinco minutos de jogo, o time da casa já conseguia elaborar ótima chance de abrir a contagem onde a infiltração pelo lado esquerdo da defensiva equatoriana caiu nos pés do veterano José Sand. O camisa 9, porém, tocou fraco de perna esquerda e viu a bola ir pela linha de fundo.

O Trencito Azul tentava usar bastante a velocidade dos seus homens de frente (Jeison Chala e Walter Chalá) para surpreender a zaga do Lanús. Dessa forma, a equipe da capital do Equador, se não conseguiu ser tão insinuante quanto gostaria, ao menos evitava na primeira metada da etapa inicial com que o Granate fosse amplamente superior e transformasse o duelo em uma espécie de “ataque contra defesa”.

Com o desenvolvimento da partida, aos poucos a movimentação e a questão física do time argentino iam se sobressaindo e, além da Católica já não ter a mesma dinâmica para conseguir o “desafogo”, as oportunidades do time da casa em abrir a contagem começavam a se empilhar.

Nas mais claras, Damián Moreno bateu cruzado da entrada da área para defesa incrível de Hernán Galindez além de Lautaro Acosta, depois de bola espirrada na trave, cabeceou pro gol na pequena área e viu Galindez aparecer de novo para fazer uma intervenção espetacular com os pés.

Segundo tempo

Depois de tanto tentar, aos sete minutos os esforços do Lanús foram finalmente transformados no tão perseguido gol de abertura com Carlos Auzqui avançando rapidamente pelo lado direito, ganhando da marcação e cruzando na pequena área para Lautaro Acosta só empurrar pras redes praticamente sem goleiro.

Mais tranquilo na partida, o time argentino passou a ter mais paciência para trabalhar a bola nos arredores da área dos equatorianos ao mesmo tempo que, por outro lado, o Trencito Azul era praticamente inoperante no ataque. Dentro desse panorama, o cenário ficou plenamente favorável aos comandados de Luis Zubeldía aumentarem a vantagem de maneira segura e consistente abusando da bola aérea.

Aos 30 minutos, o cruzamento vindo da esquerda foi desviado na primeira trave por Acosta caiu nos pés de Nicolás Orsini que, no primeiro toque na bola, bateu firme pra fazer 2 a 0. Cinco minutos depois, a jogada ensaiada onde Fernando Belluschi bateu a falta e Ezequiel Muñoz ajeitou de cabeça, novamente Orsini se posicionou bem para testar forte e vencer Galindez.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *