Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Lateral de Seleção Brasileira Sub-17 pode ser negociado em 2021

lateral-da-selecao-brasileira-sub-17-pode-ser-negociado-em-2021-Futebol-Latino-24-06
Foto: Arquivo Pessoal

Mesmo com todos os problemas vividos principalmente em 2019, a categoria de base do Cruzeiro continua tendo peças que são verdadeiras promessas do futebol brasileiro como parece ser o caso do lateral-direito Danilo Santos.

Betwinner

Leia mais: Decisão do estadual em 2015 abreviou passagem no Fortaleza, afirma Deola
Cobiçado pelo Barcelona, Fariñez acerta com time da Europa

O clube mineiro, tentando se valer dos mecanismos que podia, assinou contrato profissional com o jogador em julho do ano passado até 2023 e estipulou uma considerável multa que ultrapassa a casa dos R$ 330 milhões.

Todavia, o atleta que hoje tem 17 anos de idade se aproxima da maioridade legal, momento onde poderia não apenas ser negociado como também rumar diretamente para o exterior sem que o time Celeste possa se valer de seu futebol.

Segundo informação do empresário Marlon Maranhão, que cuida da carreira do atleta, ele tem recebido a procura de empresas especializadas na apresentação de nomes promissores ao futebol europeu como a P&P Sport Management. A companhia do agente monegasco Federico Pastorello tem na sua carteira de clientes, por exemplo, o belga Romelu Lukaku (emprestado pelo Manchester United a Inter de Milão) além dos meio-campistas Gerson (Flamengo) e Lucas Silva, do Grêmio.



Outras procuras que foram abertas por Marlon em relação a possibilidade de parceria para a negociação de Danilo Santos foram a Stellar Group (que agencia nomes como Saúl Ñíguez, Maxi Gómez e Gareth Bale), a OTB Sports (radicada no Brasil e que cuida das carreiras de Bruno Henrique, Gilberto, Matheus Henrique, dentre outros) e o empresário do atacante Richarlison, Renato Velasco.

Em forma de clubes, a participação da base da Seleção Brasileira em um torneio disputado na Inglaterra fez com que clubes franceses como Paris Saint-Germain e Monaco também se interessassem na possibilidade de contar com o atleta que é colocado como o sucessor de Yan Couto (vendido pelo Coritiba ao Manchester City) na Seleção Brasileira Sub-17. Até o momento, ele possui quatro convocações para vestir a camisa da Amarelinha na base.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019