Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Lendário atacante uruguaio faz revelação bombástica sobre sua época de jogador

Em conversa com a mídia, Darío Silva afirmou que assinou com o Boca Juniors no começo de carreira, mas rescindiu o contrato sete horas depois

Darío Silva, atacante que marcou época no futebol uruguaio no começo dos anos 2000, concedeu entrevista a Super Deportivo Rádio e fez uma revelação bombástica sobre a sua carreira que pouca gente sabia.

Leia Mais: Gabriel Batistuta recebe convite para trabalhar em clube italiano
Rival do Brasil na Copa América, Bolívia corta jogador lesionado e convoca jovem de 19 anos

Após a suspensão de um ano da FIFA, no qual foi pego no exame antidoping, o centroavante acertou a sua transferência para o Boca Juniors, mas o acordo durou por apenas sete horas.

“Assim que terminei a minha participação no Mundial Sub-20, fui avisado pelos empresários que a FIFA me suspendeu por um ano. Além disso, eu não poderia jogar no futebol uruguaio. O único jeito foi acertar com um time de fora e o Boca Juniors foi a solução. Assinei o contrato meio-dia, porém mudei de ideia sete horas depois ao receber uma oferta do Defensor e voltei ao Uruguai”, declarou.

“Acredito que fiz o certo. Não era o momento ideal para jogar no Boca Juniors e não teria muitas oportunidades no elenco. Seria emocionante jogar na La Bombonera e receber o calor da torcida, mas não me arrependo nessa decisão”, completou.

Sem atuar pelo Boca Juniors, Darío Silva atuou pelo Defensor Sporting, Peñarol, Cagliari, Espayol, Málaga, Sevilla e Portsmouth. Além de vestir a camisa da seleção uruguaia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019