Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Libertadores em risco: Dirigente não crê na volta da competição

Copa Libertadores ilustra Futebol Latino
Foto: Divulgação/Conmebol

Em entrevista concedida à Rádio Cooperativa de Buenos Aires, Nicolás Russo, presidente do Lanús e secretário executivo da AFA (Associação do Futebol Argentino), mostrou-se contra a volta da Copa Libertadores prevista para o dia 15 de setembro.

 

Leia Mais: Ex-Timão e Flu, Yony González é novamente emprestado pelo Benfica
Dirigente do Binacional é direto sobre mudança de sede na Libertadores



Na opinião do dirigente, as atividades só devem ser retomadas com a aprovação dos dez países sul-americanos e que seria precipitado reiniciar a competição com a pandemia do novo coronavírus ainda evoluindo na América do Sul. “Não acredito que a Copa Libertadores volte no dia 15 de setembro. É muito difícil organizá-la com voos saindo de diferentes países. Faz uns meses que eu disse, a Libertadores deve começar mais tarde”.

Durante a entrevista, Nicolás também falou sobre o futuro do futebol na Argentina e que talvez o campeonato nacional tenha um formato diferente: a expectativa dos dirigentes, jogadores e treinadores é que o futebol volte no final de setembro, e talvez seja organizado um torneio de seis zonas. Não há uma decisão tomada, mas estamos indo por esse caminho”.

Russo encerrou a entrevista afirmando que o Lanús deve apostar em jogadores jovens nessa temporada, pois o clube teve a sua situação financeira agravada por conta da pandemia do Novo Coronavírus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *