Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Print

Luis Chilavert revela desejo após a sua morte

Ex-goleiro quer as suas cinzas nos dois gols do estádio José Almafitani, casa onde brilhou com a camisa do Vélez Sarsfield
Ex-goleiro quer as suas cinzas nos dois gols do estádio José Almafitani, casa onde brilhou com a camisa do Vélez Sarsfield

Polêmico como sempre, José Luis Chilavert voltou ao estádio José Amalfitani, casa onde brilhou na década de 90 pelo Vélez Sarsfield e relembrou do seu grande amor pelo clube argentino.

Leia Mais: Atacante brasileiro participa de “gol duplo” de bicicleta na Tailândia
Gigante sul-americano tem treino invadido em véspera de clássico

Eternizado no local com estátua e recentemente com uma camisa em sua homenagem, o paraguaio concedeu uma entrevista ao canal TyC Sports e revelou um desejo inusitado.

“Quando eu morrer gostaria que as minhas cinzas fossem divididas nos dois gols deste estádio. Assim posso acompanhar a equipe a cada 15 dias. Sou apaixonado por esse clube e peço que a torcida fique sempre ao lado do Vélez Sarsfield”, declarou o ex-arqueiro.

Entre 1991 e 2001, Chilavert marcou época no gol do Vélez. Ao longo da sua trajetória, além de gols e polêmicas, o arqueiro colecionou títulos. O mais importante veio em 1994, quando faturou a Libertadores da América.

Após passar pelo Strasbourg, da França e Peñarol, um dos maiores da América do Sul, Chilavert voltou ao Vélez na temporada 2004 para encerrar a carreira.