Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Mandatário da Federação Venezuelana morre após contrair o coronavírus

dudamel-foi-fortemente-criticado-por-presidente-da-federacao-venezuelana-Futebol-Latino-23-04
Foto: Divulgação

Pela segunda vez, um dirigente do mais alto escalão em uma federação sul-americana de futebol acaba sendo vítima fatal do novo coronavírus. Depois do falecimento de César Salinas, quem também veio a óbito foi o presidente da Federação Venezuelana de Futebol (FVF), Jesús Berardinelli.

Leia mais: Possibilidade de deixar o Vitória é rechaçada por Thiago Carleto
Portland Timbers bate Philadelphia Union e está na final da MLS is Back

O cartola que assumiu o comando da FVF depois que o antigo ocupante do cargo (Laureano González) renunciou alegando problemas de saúde estava há três semanas internado e havia sido diagnosticado com Covid-19.

Todavia, oficialmente o laudo da causa da morte ainda não foi efetivamente apontado como sendo de complicações referentes ao vírus.

Através de suas contas nas redes sociais, tanto a Federação Venezuelana de Futebol como de clubes importantes do cenário nacional como Caracas e Deportivo Táchira expressaram suas condolências a morte do dirigente de 61 anos que fazia parte do chamado “grupo de risco” da doença. Além da idade avançada, a imprensa local aponta que Beradinelli tinha quadro diabético, hipertenso além de histórico de problemas no coração.



Uma semana antes de ser internado, o dirigente enfrentava período turbulento em sua administração de caráter interino. Isso porque denúncias foram feitas contra sua gestão alegando mau-uso do dinheiro público.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *