Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Maradona é citado em declaração infeliz de técnico francês

maradona-e-citado-em-declaracao-infeliz-de-tecnico-frances-Futebol-Latino-09-01
Foto: Loic Venance/AFP

O falecimento do ex-jogador Diego Armando Maradona no fim de 2020 foi relembrado em uma declaração recente do técnico francês Raymond Domenech, há pouco tempo contratado para dirigir o Nantes.

OS_BRAZIL_300x250_2020_Q2_SOC

Leia mais: Qual o prejuízo do seu clube em 2020 com a ausência de público nos estádios?
Ex-jogador foi bastante crítico com nível técnico de Boca Juniors x Santos

Entretanto, ao invés de exaltar ou mesmo expressa sua opinião sobre o Pibe, a citação de Domenech veio de maneira um tanto quanto estranha e infeliz, já que comentava sobre seu possível desejo por reforços na equipe que acabara de assumir.

“Estou muito reservado durante a janela de transferências. Gostaria de ter levado Maradona comigo, mas ele está morto”, disse o treinador que acumula outros episódios polêmicos na sua carreira.

Aos 68 anos de idade, Raymond Domenech estava há dez anos sem trabalhar no futebol profissional, tendo sido sua última aparição na seleção francesa que disputou a Copa do Mundo de 2010. Finalista de 2006, a expectativa dos Bleus foi frustrada com uma péssima campanha com a queda na fase de grupos e uma conflituosa relação do treinador com os principais nomes do plantel, especialmente o hoje ex-jogador Anelka.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Futebol Latino sabe que a alegria do esporte bretão do continente americano é bem mais do que Brasil, Argentina e Uruguai. Isso porque o amante da bola quer mesmo é saber de tudo, desde a final do Brasileirão até a 5a rodada do Peruano, com a mesma seriedade e com a mesma paixão. Leia Mais

Entre em contato conosco: comercial@futebolatino.com.br

© Futebol Latino - Todos os Direitos Reservados - 2019 | Por Diegão ©