Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Maradona foi homenageado antes de jogo da Argentina nas Eliminatórias

maradona-foi-homenageado-antes-e-durante-o-jogo-argentina-chile-Futebol-Latino-04-06
Foto: Divulgação/AFA

Tamanha é a representatividade de Diego Armando Maradona para o futebol mundial e, principalmente, para o futebol argentino que, mesmo quase oito meses após a sua morte, a seleção da Argentina não deixou de prestar suas homenagens no primeiro jogo oficial após o fato onde empatou por 1 a 1 com o Chile pelas Eliminatórias na última quinta-feira (3).

Soccer 300x250

Leia mais: Anotou a placa? Colômbia passa por cima do Peru e cola no G-5
Jogadores da Seleção não querem disputar a Copa América

Na região do peito da camiseta, foi inserida uma imagem do Pibe onde aparecia a tradicional mensagem de data de nascimento e morte com um detalhe especial: enquanto o ano em que nasceu foi inserido (1960), a data que seria referente ao falecimento foi substituída pelo símbolo do infinito. Além disso, todos os atletas titulares que posaram com o uniforme especial tinham o número 10 na camisa.

Antes mesmo da bola rolar, uma solenidade foi feita nos arredores do Estádio Único em Santiago del Estero, palco do compromisso, para revelar uma estátua de cinco metros de altura que foi construída em bronze para homenagear ao eterno ídolo argentino. Estiveram presentes no ato, além da delegação da Albiceleste e do presidente da AFA, Chiqui Tapia, o escultor responsável pela obra, Carlos Benavídez, e o atual governador da província de Santiago del Estero, Gerardo Zamora.

Depois do término do compromisso, Lionel Messi falou para a agência de notícias Reuters sobre a importância de conseguir uma vitória onde, acima dos elementos relacionados a competição em si que dá vaga na próxima Copa do Mundo, ele citou o significado e identificação que Maradona e a seleção argentina construíram ao longo da história:

“Foi uma partida muito especial porque foi a primeira sem Maradona. Queríamos dar a vitória ao Diego e representar a seleção nacional como ele sempre fez. Sabemos o que a seleção nacional significava para ele, mesmo que não estivesse no estádio, estava sempre lá. Também foi uma pena não ter público por conta da pandemia.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Futebol Latino sabe que a alegria do esporte bretão do continente americano é bem mais do que Brasil, Argentina e Uruguai. Isso porque o amante da bola quer mesmo é saber de tudo, desde a final do Brasileirão até a 5a rodada do Peruano, com a mesma seriedade e com a mesma paixão. Leia Mais

Entre em contato conosco: comercial@futebolatino.com.br

© Futebol Latino - Todos os Direitos Reservados - 2019 | Por Diegão ©