Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

“Messi é o maior da história”, afirma ex-companheiro de Barcelona

messi-diminui-distancia-entre-latinos-e-resto-do-mundo-em-premio-da-fifa-Futebol-Latino-24-09
Foto: AFP

O tema central da entrevista dada pelo ex-jogador espanhol e hoje técnico Xavi ao programa Esporte Espetacular era o convívio dentro e fora de campo com Ronaldinho para a série de conteúdos em homenagem aos 40 anos do ex-jogador. Contudo, quando se fala em alguém do Barcelona, parece elemento inevitável a citação (e avaliação) sobre Lionel Messi.

Leia mais: Pai de Higuaín fala sobre a chance do filho voltar ao River Plate
Juan Carlos Osorio fala sobre o seu futuro no Atlético Nacional

E o ex-atleta não foi nada comedido na sua análise apontando que o argentino não está apenas no grupo de melhores jogadores da história como também está no topo dessa relação:

“Messi é o melhor da história, mas o Ronaldinho está com os melhores. Os demais vêm atrás. Ele (Ronaldinho) está com os melhores: com o Ronaldo Fenômeno, com Cristiano Ronaldo, Messi, esse grupo. Para mim o Messi está acima de todos, porém ele está no grupo de Pelé, Zidane, Cruyff, Di Stéfano, Ronaldinho, Ronaldo, todos estão aí.”



Já no início da sua passagem dentre os profissionais, era possível notar que ali estava aparecendo um atleta prestes a marcar época segundo relatou Xavi. Algo que, para ele, foi bastante beneficiado pelo bom clima do plantel e o acolhimento de figuras como o próprio Ronaldinho, na época já eleito o melhor jogador do mundo.

“Quando o Ronaldinho tinha 26, 27 anos o Messi começou a treinar, ele tinha 16, 17 anos. Em seguida eles tiveram uma boa relação: Leo, Deco e Ronaldinho. Como um grupo familiar muito bom e o Ronaldinho, como todo mundo, via que o Messi tinha algo especial. Todos nós lhe ajudamos, mais o Ronaldinho na condição de melhor jogador do mundo. Também, um garoto de 16, 17 anos vê que o melhor do mundo está te acolhendo como um membro da família… Isso ajudou muito o Léo a estar onde ele está agora. Evidentemente, o Léo é o melhor do mundo e poderia ter sido igual, mas isso lhe ajudou a ter uma boa relação no vestiário com todo mundo”, avaliou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019