Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Print

Miguel Ángel Russo deixa o comando do Cerro Porteño

Com a eliminação na Libertadores e uma campanha modesta no Campeonato Paraguaio, o treinador deixou o cargo nesta segunda-feira
Com a eliminação na Libertadores e uma campanha modesta no Campeonato Paraguaio, o treinador deixou o cargo nesta segunda-feira
tecnico-do-cerro-porteno-diz-que-acalmar-os-animos-foi-fundamental-para-a-vaga-Futebol-Latino-01-08

Chegou ao fim a passagem de Miguel Ángel Russo pelo Cerro Porteño. Após a derrota no fim de semana para o Deportivo Capiatá, clube e treinador entraram em acordo e optaram por encerrar o ciclo.

Leia Mais: Dupla Boca Juniors e River Plate vence no domingo de Superliga
Volante brasileiro ajuda equipe a vencer na Grécia e comemora retorno

Contratado para dirigir o Ciclón no mata-mata da Libertadores, Russo decepcionou ao cair para o River Plate nas quartas de final. No campeonato paraguaio a equipe aparece na quarta colocação, com 19 pontos, 12 pontos atrás do Olimpia, líder da competição.

Outro ponto que pesou para a saída do comandante foi o estilo de jogo do Cerro Porteño e o péssimo relacionamento com alguns atletas, como, por exemplo, Haedo Valdez.

Agora, o Cerro Porteño será comandado de maneira interina por Victor Bernay. Caso os resultados sejam satisfatórios, não está descartada a possibilidade de efetivação.

Fracassos de Miguel Ángel Russo

A temporada 2019 será definitivamente esquecida pelo comandante. No primeiro semestre, Russo caiu de maneira precoce no Alianza Lima, pois apresentou uma campanha fraca na fase de grupos da Libertadores.

No Cerro Porteño, apesar da alta expectativa, o treinador decepcionou e só deve voltar aos trabalhos no ano que vem.