Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Na Bolívia, atleta relata apreensão em cidade altamente infectada pelo coronavírus

na-bolivia-atleta-relata-apreensao-em-cidade-com-alto-nivel-de-contagio-Futebol-Latino-30-04
Foto: Divulgação

Pensando nas proporções existentes para a população da cidade de Montero, na Bolívia, o fato de haver 150 pessoas confirmadas como acometidas pelo novo coronavírus dentro do universo de pouco mais de 90 mil habitantes é algo capaz de trazer um contorno de tensão para a região.

Leia mais: Ex-jogador lança livro e ataca Lionel Messi: “Falso e provocador”
Silvestre enche Ronaldo Fenômeno de elogios: “Tudo nele era acima da média”

A situação se torna ainda mais apreensiva para um atleta que não é local como no caso do zagueiro uruguaio Martín Galain, do Guabirá, como o mesmo reconhece em palavras captadas pelo diário boliviano Diez.

Amigo do meio-campista espanhol Bruno Pascua desde os tempos de Nacional Potosí, Galain disse que está há bastante tempo sem sair na rua sendo outro amigo seu o responsável pela compra de mantimentos do local onde moram juntos:

“Não saio de casa faz mais de um mês. Um amigo meu que faz as compras. A vontade (de treinar) até temos, esperamos que isso acabe.”

Em relação aos problemas financeiros do Guabirá, local onde só recebeu até aqui um salário em quatro meses de clube, Galain falou que os atletas só conseguiram auxiliar os mais necessitados através do dinheiro referente a multas internas do clube.

“Usamos multas internas para dar um pouco de dinheiro a alguns companheiros. Outros se sustentam de algo que tinham pegado emprestado”, contou o atleta de 31 anos de idade formado na base do Nacional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019