Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Na estreia de Dorival Júnior, Athletico-PR perde para o Racing nos pênaltis

Partida na cidade de San Juan válida pelo Torneio de Verão teve quatro gols no tempo normal além da execução de 18 penalidades
na-estreia-de-dorival-junior-athletico-pr-perde-para-o-racing-nos-penaltis-Futebol-Latino-16-01

Se Racing e Athletico-PR queriam ritmo de jogo e oportunidade para testes, certamente a exigência física do confronto disputado no estádio Bicentenário em San Juan foi à altura. Empatando em 2 a 2 no tempo normal, os times levaram a disputa do amistoso para as cobranças de pênaltis onde os argentinos levaram a melhor ganhando por 5 a 4 depois de uma longa disputa.

Leia mais: Artilheiro da Série B 2019, Guilherme é apresentado na Arábia Saudita
Três times da Série A fazem amistosos nessa quarta-feira (15)

A partida tinha cunho amistoso, contudo os times não perderam tempo em abrir a contagem. Aos três minutos, um erro do goleiro Santos praticamente entregou a finalização nos pés de Lisandro López que acertou a trave, mas proporcionou o rebote para o meio-campista Matías Rojas fazer o gol argentino.

Já aos dez minutos, uma jogada individual feita pelo lado direito pelo estreante Carlos Eduardo resultou em chute forte de perna esquerda onde o arqueiro Gabriel Arias defendeu parcialmente. No rebote, o jovem Bissoli foi mais rápido que a zaga de Avellaneda e chutou por baixo de Arias.

Em uma roubada de bola ainda no plano ofensivo, o time de Sebastián Beccacece novamente pulou na dianteira do marcador no Bicentenário. Com 19 minutos, Héctor Fértoli roubou a bola de Matheus Rossetto e, depois de limpar a marcação, arrumou espaço para finalizar com força e precisão no extremo canto esquerdo de Santos que até pulou, mas não alcançou.

O jogo não dava muito tempo para que um dos lados se sentisse por muito tempo confortável no marcador e a prova disso foi que, aos 27, Marquinhos Gabriel esbanjou categoria na hora de bater falta próximo a grande área do  Racing. Batendo com uma perfeita mistura de força e direção, ele bateu de perna esquerda bola que foi no canto direito de Arias que até pulou, mas não tinha qualquer chance de defesa. Tudo igual novamente em San Juan, 2 a 2.

Aproveitando também que nos minutos derradeiros da etapa inicial os dois times já mostravam o impacto das férias no ritmo de jogo, tanto Beccacecce como Dorival fizeram já na volta do intervalo as seis alterações que tinham direito, totalizando 12 caras novas dos 22 em campo. Com isso, o confronto notoriamente não conseguiu repetir o início agitado além de se tornar bem mais físico no quesito das divididas.

O tempo complementar não foi nem de longe tão criativo como o primeiro e, quando apresentou lampejos, os mais agudos vieram por parte dos argentinos.

Além de bonito toque de letra dado pelo experiente Cvitanich e defendido por Santos, o arqueiro do Athletico seria novamente exigido em chute de Banega cara a cara que o camisa 1 defendeu e viu a bola ainda beliscar a trave antes da arbitragem marcar impedimento no rebote de Fértoli.

Com isso, a partida do torneio amistoso na cidade de San Juan, seguindo o regulamento, foi definida nas penalidades onde quem teve seu goleiro em noite mais inspirada acabou levando a disputa.

Isso porque enquanto a Academia errou duas batidas (Fértoli e Soto) e viu Santos defender as cobranças de Cvitanich e Martínez, Garcia foi responsável por intervir nas batidas de Lucho González, Adriano, Léo Cittadini e Breno Lopes além de Khellven mandar pra fora, números que deram o triunfo ao time de Sebastián Beccacece.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019