Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Na insistência, Athletico supera em casa o Metropolitanos pela Sul-Americana

Athletico-Metropolitanos-Sul-Americana-Futebol-Latino-Lance-2-28-04
Foto: José Tramontin/athletico.com.br

Em jogo de características complicadas para o Athletico com a necessidade de assumir o protagonismo e furar uma defesa bastante sólida, o Furacão bateu por 1 a 0 o Metropolitanos na segunda rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana, marcando já na segunda etapa com Renato Kayzer.

OS_BRAZIL_300x250_2020_Q2_SOC

Leia mais: Jornal revela detalhes de depoimento do presidente da Juventus sobre “Caso Suárez”
Thiago Papel elogia reação da equipe na Liga Vietnamita

Primeiro tempo

A ideia apresentada pelo rubro-negro era bastante clara no sentido de trabalhar a posse de bola tentando trocar passes e se mexer rapidamente para furar o intenso bloqueio de nove jogadores feitos pelos venezuelanos no 5-4-1. Estratégia, aliás, que o Metropolitanos já havia deixado claro ser de sua preferência na fase anterior aos grupos quando deixou pra trás os compatriotas do Puerto Cabello.

Porém, enquanto o Athletico tinha dificuldade de bater em gol de forma perigosa o suficiente para fazer Schiavone efetivamente trabalhar (conseguindo somente dois chutes nesse estilo com Vitinho e principalmente Abner), na etapa inicial o Metro conseguiu sua chegada mais perigosa com o lateral-esquerdo Cova batendo forte, de fora da área. Além da ótima defesa de Santos no canto esquerdo baixo, a zaga teve trabalho para afastar o problema.

Segundo tempo

Foi justamente quando o Furacão não estava tão superior ao adversário e chegou a ver os venezuelanos chegarem de maneira clara onde Cova perdeu um gol frente a frente com Santos que o tento de abertura do marcador acabou saindo.

Depois de um lançamento muito bem feito pelo zagueiro Thiago Heleno nas costas da zaga adversária, o lateral Khellven cruzou de primeira e Renato Kayzer apareceu com o oportunismo necessário para tocar de cabeça pro fundo das redes.

Diante de um panorama onde o time de Caracas já teria de sair com mais ímpeto para o ataque tentando buscar ao menos um ponto, o centroavante Bustillo acabou agredindo Kayzer dentro da grande área na disputa de corpo a corpo na frente do árbitro uruguaio Gustavo Tejera. O dono do apito não teve dúvidas e puxou o cartão vermelho direto, deixando os visitantes com um homem a menos.

Mesmo em meio a essas dificuldades, o Metro conseguiu formular uma excelente jogada com Mancín aparecendo com liberdade suficiente para bater ao lado de Santos, mas tirando demais da meta. Assim, o Furacão acabou assegurando o segundo resultado positivo consecutivo na Copa Sul-Americana.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Futebol Latino sabe que a alegria do esporte bretão do continente americano é bem mais do que Brasil, Argentina e Uruguai. Isso porque o amante da bola quer mesmo é saber de tudo, desde a final do Brasileirão até a 5a rodada do Peruano, com a mesma seriedade e com a mesma paixão. Leia Mais

Entre em contato conosco: comercial@futebolatino.com.br

© Futebol Latino - Todos os Direitos Reservados - 2019 | Por Diegão ©