Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Print

“Não era o nosso dia”, afirma Juan Antonio Pizzi

Treinador chileno lamentou as oportunidades perdidas contra a Alemanha e saiu em defesa de Marcelo Díaz, que errou no gol adversário

Na tarde deste domingo, a seleção do Chile foi derrotada pela Alemanha por 1 a 0 e ficou com o vice-campeonato da Copa das Confederações. Na entrevista coletiva, o técnico Juan Antonio Pizzi fez questão de exaltar seus atletas pelo desempenho no torneio.

Leia Mais: Claudio Bravo vê derrota injusta e lamenta vice-campeonato do Chile
Alemanha segura pressão do Chile e conquista a Copa das Confederações

“O balanço é positivo no torneio. Jogamos pela primeira vez a Copa das Confederações e ficamos com o segundo lugar. Essa derrota só vai nos fortalecer e tenho certeza que o futuro será ainda mais promissor”.

Sobre Marcelo Díaz, jogador que errou no gol alemão, o treinador não o culpou pelo revés e preferiu defender seu atleta, que está muito abatido com o lance.

“O Marcelo está triste como todos os companheiros de equipe. Ele é um excelente jogador, tem a sua maneira de jogar e confiamos muito no seu futebol. É uma grande pessoa e tem o nosso apoio máximo”, declarou.

Por fim, o treinador também avaliou o confronto e lamentou sair de campo com o vice. “Não pudemos alcançar o nosso objetivo e saio com a cabeça tranquila que fizemos tudo o que foi possível para ficar com a taça, mas infelizmente não era o nosso dia”, finalizou.