Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Os maiores goleadores do Flamengo na história da Libertadores

Foto: Divulgação

No próximo mês de setembro, a Copa Libertadores terá a sua retomada oficial onde o Flamengo defenderá seu posto de campeão, agora sob o comando do técnico espanhol Domènec Torrent.

Leia mais: Joia do futebol colombiano perto de defender gigante do continente
Guerrero não se abalará com lesão, garante Ricardo Gareca

Existe um clima de desconfiança por parte da torcida mediante ao fato da equipe, atualmente jogando de maneira diferente, não apresenta o mesmo volume de jogo de dominância em comparação ao que fizeram os comandados de Jorge Jesus.

Apesar disso, fato é que, na competição continental, o time carioca está com 100% de aproveitamento ao ter vencido seus dois compromissos nas duas primeiras rodadas ao bater Junior Barranquilla (2 a 1 na Colômbia) e Barcelona de Guayaquil (3 a 0 no Maracanã).

Pensando nisso, e também para reviver grandes nomes do Mengão que disputaram a Libertadores, o Futebol Latino fez um levantamento para conhecer quem são os maiores artilheiros do Flamengo na história da competição sul-americana de maior prestígio.

Confira!

4° lugar – Adílio, Bruno Henrique, Edmar, Léo Moura e Vágner Love 

Os cinco jogadores citados de tempos bem distintos guardam também características curiosas que os fizeram atingir a marca de seis gols marcados. Enquanto Adílio e Bruno Henrique são os únicos da relação que conquistaram a Liberta em 1981 e 2019, respectivamente, Edmar precisou de apenas cinco jogos para chegar ao feito.

3° lugar – Éverton Ribeiro, Marcelinho Carioca e Nunes

Apesar da larga identificação com o Corinthians, Marcelinho conseguiu registrar de maneira importante seu nome na história do clube que o revelou quando o assunto é a Libertadores onde marcou sete gols em 17 compromissos. Por sua vez, os campeões Éverton Ribeiro e Nunes obtiveram a mesma marca disputando 21 e 20 confrontos no torneio continental pelo Flamengo.

Aposte no Mengão na volta da Libertadores!

2° lugar – Gabigol, Gaúcho e Tita

O artilheiro da última edição da Liberta entrou com estilo para o hall de artilheiros do Fla na Liberta ao lado de outros dois nomes que precisaram de mais partidas para alcançar esse patamar. Enquanto Gabriel fez 10 gols em 14 jogos, Gaúcho atingiu a meta em 18 jogos e Tita em 24 compromissos.

1° lugar – Zico

O maior artilheiro (e ídolo) da história do clube não poderia ocupar um espaço diferente do que a artilharia máxima do Flamengo na Copa Libertadores. Figura máxima na primeira conquista do clube, em 81, ele jogou 20 vezes pelo Rubro-Negro na Liberta e balançou as redes 16 vezes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *