Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Pelo grupo do Cruzeiro, Deportivo Lara e Emelec ficam no empate

Foto: Divulgação/Deportivo Lara

Após o apagão que atingiu a Venezuela na noite da última quinta-feira, Deportivo Lara e Emelec finalmente disputaram a partida que encerrou a semana da Libertadores da América. Dentro de campo, muita correria e pouca habilidade. No fim, o empate sem gols retratou o que foi o duelo.

Leia Mais: Escândalo envolvendo esposa de jogador teria motivado a demissão de treinador; Entenda
San José tem William Ramallo assumindo o comando interino da equipe

Na próxima rodada, o Deportivo Lara viaja até Minas Gerais para encarar o Cruzeiro. Já o Emelec recebe o Huracán, no Equador.

O duelo

Os primeiros 45 minutos foram marcados pelo futebol fraco. Sem inspiração e com um calor escaldante na cidade de Lara, venezuelanos e equatorianos não produziram muita coisa e os goleiros assistiram a maior parte do jogo de suas metas.

No lance mais perigoso do Deportivo Lara, Centeno recebeu uma ligação direta da defesa, contou com o erro do zagueiro e pegou de primeira. A bola triscou o poste do goleiro Dreer e saiu.

Porém, a grande chance foi do Emelec. Após carrinho de Miers em cima de Billy Arce na grande área, o árbitro deu pênalti a favor dos visitantes. Na cobrança, Brayan Angulo tirou tanto do goleiro que acertou a trave.

No segundo tempo o Emelec voltou um pouco mais disposto. Nos primeiros 10 minutos, o time criou pelo menos duas boas chances. Na melhor delas, Cabezas exigiu ótima defesa de Carlos Salazar.

Aos poucos, o Deportivo Lara começou a se soltar dentro de campo e incomodar o rival. Aos 17 minutos, em lance sem querer, Di Renzo foi cruzar e por muito pouco não mandou para o gol. Dreer conseguiu voltar a tempo e salvar o Emelec.

Na metade final da segunda etapa, as duas equipes voltaram a protagonizar um duelo amarrado, principalmente no meio-campo e não criaram absolutamente nada dentro de campo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *