Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Por onde anda Bressan, ex-Grêmio e Flamengo

Revelado pelo Juventude, o zagueiro ganhou projeção nacional ao defender o Grêmio, mas acabou deixando o tricolor gaúcho após jogada polêmica

*Por Mônica Alvernaz

Matheus Simonete Bressanelli nasceu em Caxias do Sul no dia 15 de janeiro de 1993. Os primeiros passos de Bressan, como é conhecido no futebol, foram em sua cidade natal, no Juventude.

Leia mais: Hernán Crespo fala sobre a possibilidade de assumir seleção sul-americana
Gigante argentino quita salário do elenco e evita greve

O zagueiro iniciou a trajetória nos gramados na base do clube gaúcho, por onde ficou durante nove anos. Neste período, Bressan acumulou dois títulos, quando participou da conquista da Copa Federação Gaúcha de Futebol.

O destaque no Juventude fez com que Bressan despertasse interesse de um dos principais clubes no cenário nacional: o Grêmio. A chegada ao tricolor gaúcho em 2013 foi o início de uma longa trajetória pelo clube.

Na primeira passagem, o zagueiro ficou por dois anos, período no qual participou de 80 partidas e marcou dois gols. Na ocasião, Bressan não chegou a participar de nenhuma conquista do clube gaúcho.

Em 2015, o Grêmio acabou emprestando o zagueiro ao Flamengo. O acordo entre os clubes foi feito pelo período de um ano, em valor não divulgado na época. No rubro-negro carioca, o zagueiro chegou a marcar um gol, mas fez poucas partidas.

Durante o período em que esteve no Rio de Janeiro, Bressan demonstrou estar adaptado ao clube e nova rotina, mas um chamado do Grêmio, que necessitava de jogadores em sua posição, fez com que o zagueiro retornasse ao sul do país.

O segundo momento de Bressan pelo Grêmio durou novamente duas temporadas. A exemplo da primeira passagem, o zagueiro não conseguiu participar de nenhuma conquista de título. Diferente do outro período, Bressan esteve em poucos jogos, em torno de 30, e balançou por duas vezes as redes adversárias.

Em 2017 ele foi novamente emprestado, dessa vez para um clube de fora do Brasil, em sua primeira experiência no exterior. O Peñarol foi o destino de Bressan, que naquela época não tinha muito espaço no Grêmio. A passagem pelo clube uruguaio, no entanto, durou apenas meia temporada e o zagueiro retornou ao clube brasileiro.

Por fim, em sua última passagem pelo Grêmio, Bressan teve melhores números. O zagueiro esteve na conquista de importantes títulos. Em 2017, estava no elenco campeão da Libertadores. No ano seguinte, participou das conquistas do campeonato Gaúcho e da Recopa Sul-Americana.

Após pouco mais de 50 partidas e um gol marcado em sua terceira oportunidade com a camisa do Grêmio, Bressan acabou afastado do time após ter sido o responsável pelo pênalti que acabou por eliminar o tricolor Gaúcho nas semifinais da Libertadores em 2018.

Novamente sem espaço no Grêmio, Bressan acabou negociado, dessa vez sem ser por empréstimo. O destino do zagueiro foi a MLS, para defender as cores do Dallas FC. Até o momento, o zagueiro já acumula 16 partidas e um gol pelo clube dos Estados Unidos.

Recentemente, Bressan cometeu um pênalti parecido com o que fez na Libertadores do último ano e foi lembrado pela torcida do Grêmio no Brasil. Apesar do momento negativo, Bressan participou da conquista de um torneio na pré-temporada com a nova equipe e, aos poucos, vai se adaptando ao novo clube, com o qual tem vínculo assinado de quatro anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019