Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Print

Por onde anda Dentinho, ex-ídolo da Fiel?

Revelado pelo Timão na reta final de 2007, o jogador foi vendido ao Shaktar Donetsk e hoje brilha no futebol da Ucrânia

Ele ajudou o Corinthians a conquistar a Série B em 2008 e levantou os canecos do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil em 2009. Até hoje, é o maior artilheiro do clube no século XXI, com 55 gols marcados.

Leia mais: Brasileiros comemoram regularidade do Basaksehir no futebol da Turquia
Bem perto da próxima fase, Defensor recebe Bolívar na Pré-Libertadores

Pela Seleção Brasileira Sub-20, também em 2009, sagrou-se campeão do Sul-Americano. Ídolo da história recente de um dos clubes mais populares do Brasil, Dentinho hoje vive na Ucrânia, longe da fama que alcançou em 2009, onde defende as cores do Shakhtar Donetsk.

A carreira de Dentinho, como se chama o paulistano Bruno Ferreira Bonfim, começou ainda nas categorias de base do Corinthians. Revelado junto ao amigo de infância Lulinha, Dentinho estreou na equipe profissional do Timão em 2007 graças ao técnico Paulo César Carpeggiani. Um fato curioso foi o pedido de Carpeggiani para que Dentinho abandonasse o apelido e voltasse a estampar o seu nome de batismo na camisa.

Mas era tarde demais: o apelido surgido na época das categorias de base já estava na boca da fiel corinthiana. Segundo o próprio jogador, a volta do apelido Dentinho no final da temporada encerrou o seu jejum de gols.

Fotógrafo: Léo Pinheiro

Uma das grandes revelações do time na temporada, Dentinho iniciou o ano de 2008 com a tradicional camisa de número 31 e garantiu a vaga de titular na equipe. No mesmo ano, ajudou o time a chegar na final da Copa do Brasil e a conquistar o primeiro lugar na Série B do Brasileirão, onde brilhou e dividiu a artilharia da competição com Herrera.

Mas o melhor momento de sua carreira ainda estava para chegar. No final de 2008, com a contratação de Ronaldo Fenômeno pelo Corinthians, Dentinho viu a oportunidade de fazer uma dupla de ataque com o seu ídolo de infância. Assim, começou a temporada de 2009 como uma das estrelas da equipe, sendo alçado rapidamente ao posto de xodó e ídolo da fiel. Foi nesse mesmo ano que o atacante conquistou o Sul-Americano Sub-20 pela Seleção Brasileira, entrando de vez no radar de grandes clubes e empresários.

A temporada de 2009 foi marcante na carreira de Dentinho. Ele formou um trio de ataque letal junto com Ronaldo e Jorge Henrique, culminando na conquista invicta do Paulistão e no triunfo da Copa do Brasil. No ano seguinte, teve o privilégio de ser o autor do gol de número 10 mil da história do clube, entrando de vez para a história corinthiana. Entretanto, 2010 não se desenrolou conforme o esperado. Apesar da boa campanha no Brasileirão, terminando na terceira colocação, o Corinthians sofreu uma dura eliminação na Copa Libertadores da América e o futebol de Dentinho experimentou uma queda de desempenho.

Foto: Олександр Осіпов

Sem a mesma objetividade dos anos anteriores, Dentinho transferiu-se para o Shakhtar Donetsk em 2011 numa transação de sete milhões de euros. No clube ucraniano, onde atua até hoje, Dentinho obteve conquistas significativas como o tri do Campeonato Ucraniano, o tricampeonato da Copa da Ucrânia e o tricampeonato da Supercopa da Ucrânia.

Em 2013, entretanto, o jogador foi emprestado ao Besiktas, pois vinha sendo pouco aproveitado no Shakhtar. Ainda no mesmo ano, o atacante retornou ao antigo clube a tempo de fazer história mais uma vez: foi o autor do gol de número 1200 da história do Shakhtar.

Uma coisa que poucos sabem sobre o atleta é o seu talento nato para o poker. O atacante é um dos jogadores mais entusiasmados pelo poker na atualidade e vem colecionando conquistas e resultados importantes pelo Brasil e pelo mundo. Sempre que tem uma folga dos treinamentos, Dentinho se dedica ao poker online. Quando visita o Brasil, é normal encontrá-lo em partidas ao vivo.

A lista de títulos no poker do jogador revelado pelo Corinthians impressiona: campeão de uma edição do Hot $109, vice-campeão do Bounty Builder High Roller (embolsando um prêmio de 15 mil dólares) e campeão do Mini Super Tuesday US$ 22.

No ano passado, houve rumores sobre um possível retorno do atacante ao Corinthians. Dentinho vinha sendo escalado como reserva em todas as partidas do Shakhtar e estava insatisfeito com o clube. Com a possibilidade que havia na época do retorno de Wellington Nem ao São Paulo, Dentinho viu uma oportunidade surgir no seu clube de coração. A transação, no entanto, não seguiu adiante e os planos foram adiados.

A nós, fãs do bom futebol, apenas resta torcer para que o atacante reviva os grandes momentos de sua carreira. Aos fiéis torcedores do Timão, resta aguardar a data desse tão sonhado reencontro.