Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Print

Por onde anda Kléber Gladiador, ex-São Paulo, Palmeiras, Cruzeiro e Coritiba

Após atuar em diversos clubes brasileiros e ter uma oportunidade no futebol da Ucrânia, o atacante vive uma nova fase na carreira

*Por Mônica Alvernaz

Na cidade de Osasco, na Grande São Paulo, Kléber Giacomace de Sousa Freitas nasceu. Depois dos gramados, a alcunha de Gladiador acompanhou o atleta, pelo seu estilo aguerrido nos campos.

Leia mais: De saída do Corinthians, Romero desperta o interesse de time argentino
Dancinha de Mina vira motivo de provocação em comemoração adversária

Foi na base do São Paulo que o atacante deu os primeiros passos na carreira e também o tricolor paulista foi o responsável por revelar Kléber Gladiador profissionalmente no futebol.

Bastou apenas uma temporada para o talento do atacante despertar o interesse do exterior. No Dynamo Kyiv, Kléber Gladiador teve sua primeira oportunidade no futebol fora do Brasil, na mesma época em que ganhou o Mundial U20 pela base da seleção brasileira.

No clube ucraniano, o atacante acumulou bons números. Foram quase cinco temporadas com a camisa do Dynamo e nove títulos: duas Ligas Ucranianas, quatro Taças e três Supertaças. No total, o Gladiador atuou pelo clube em quase 50 partidas e marcou gol em oito oportunidades.

De volta ao Brasil em 2008, o atacante voltou para seu estado natal, mas para defender outro clube. Ainda por empréstimo vindo da Ucrânia, Kléber Gladiador vestiu pela primeira vez a camisa do Palmeiras. Em apenas uma temporada, ele balançou as redes adversárias em 10 oportunidades, em mais de 40 partidas disputadas e um título Paulista conquistado.

No ano seguinte, o jogador trocou São Paulo por Minas Gerais, quando foi vendido pelo Dynamo ao Cruzeiro. Kléber Gladiador jogou em duas temporadas seguidas no clube mineiro, estando presente em 58 partidas e marcando 37 gols, além de garantir o campeonato estadual de 2009 com a camisa cruzeirense.

No clube, assim como em outros momentos da carreira, viveu uma polêmica: quando comemorou um gol em cima do arquirrival Atlético-MG imitando uma galinha. Posteriormente, ele disse que o ato não seria desrespeitoso ao Galo, apenas ressaltava o carinho e identificação que tinha com o Cruzeiro. Além disso, ele esteve na final da Libertadores em 2009, em que o clube mineiro acabou perdendo o título para o Estudiantes.

Na ocasião, a boa fase vivida pelo atacante despertou novamente o interesse da diretoria do Palmeiras, que contratou de volta o jogador, dessa vez comprando seu passe. Em sua nova passagem pelo clube alviverde, Kléber Gladiador esteve em mais de 70 confrontos, deixou sua marca em 27 oportunidades.

Apesar do bom momento que vivia pelo Palmeiras, o polêmico jogador se envolveu em uma confusão com o técnico Luiz Felipe Scolari e deixou o clube paulista rumo à Porto Alegre, para defender o Grêmio.

No tricolor gaúcho, o Gladiador acumulou mais de 100 partidas e 23 gols marcados, durante as duas temporadas e meia que ficou no Grêmio. A sequência de lesões que sofreu no período em que esteve no clube de Porto Alegre fez com que os números não fossem tão favoráveis quanto de outras equipes.

Quando enfim se recuperou das lesões, ele acabou saindo do Grêmio. A razão? A mesma pela qual deixou o Palmeiras em 2011: Felipão. Com o técnico no comando da equipe gaúcho, Kléber Gladiador acabou emprestado ao Vasco e trocou o Sul pelo Rio de Janeiro.

A passagem do atacante pelo clube carioca foi tumultuada. Após ter sido anunciado como reforço e esperança de gols, uma sequência de suspensões por atos indisciplinares nos campos fez com que o Gladiador deixasse o Vasco com apenas 28 vezes em campo e seis gols marcados.

Ainda vinculado ao Grêmio, mas sem o interesse do clube gaúcho em permanecer com o atacante no elenco, Gladiador foi vendido ao Coritiba, último clube brasileiro que o atacante atuou antes de deixar o futebol brasileiro.

No Coxa, o jogador voltou a ter bons números e se destacar positivamente. No segundo ano de sua passagem, ele alcançou a marca de 12 gols em apenas 10 jogos disputados. No total, Kléber Gladiador esteve com a camisa do Coritiba em quase 100 partidas e balançou as redes dos adversários 41 vezes. Nos títulos, a conquista do campeonato paranaense em 2017.

Depois de alguns meses sem atuar pelo Coxa, o clube e o atleta chegaram a um acordo para rescindir o contrato que tinham até então. Aos 34 anos, quando muitos achavam que uma aposentadoria estaria próxima, Kléber Gladiador surpreendeu e foi anunciado como reforço da USL, a segunda liga de mais relevância dos EUA.

O destino do atacante foi o Austin Bold, clube que ganhou manchetes recentemente pela  tentativa de contratação de Usain Bolt. Até o momento, Kléber Gladiador já esteve em 15 partidas pela equipe norte-americana e deixou sua marca em cinco oportunidades. Antes de fechar com o time da USL, o Gladiador chegou a ser sondado por clubes brasileiros, entre eles o Fluminense. Apesar da falta de acordo econômico na ocasião, a possibilidade de uma nova atuação do atacante no futebol brasileiro ficou no ar.