Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Print

Por onde anda Marcos Guilherme, ex-Athletico-PR e São Paulo

Revelado no clube do Paraná, o meia atuou em apenas quatro clubes ao longo da carreira, dois no Brasil e dois no exterior
Marcos-Guilherme-100-jogos-Atlético-PR-Futebol-Latino-02-09

*Por Mônica Alvernaz

Nascido em Itararé, divisa do Paraná com São Paulo, Marcos Guilherme de Almeida Santos Matos, começou no futebol na região Sul do país. Ainda nas divisões de base do Athletico-PR, o meia deu seus primeiros passos dentro dos gramados.

Leia mais: Zagueiro argentino entra na mira da Juventus, diz imprensa italiana
Nas redes sociais, Valdivia comenta e celebra a classificação do Chile

Foram três anos na base do clube paranaense, até chegar a equipe principal em 2013. No total, Marcos Guilherme disputou quase 150 partidas com a camisa do Furacão, por quem marcou 15 gols. Neste período, um título: o de campeão paranaense em 2015.

Nesta mesma época, a boa fase vivida por Marcos Guilherme o levou para a seleção brasileira sub-20. No Sul-Americano da categoria, ele chegou a marcar cinco gols em nove partidas. Ainda em 2015, ele chegou a disputar o Mundial com U-20 com a seleção de base, torneio no qual deixou sua marca duas vezes.

Com o bom momento de Marcos Guilherme, ele acabou emprestado pelo Athletico-PR, na época detentor de seu passe, ao Dynamo Zagreb. No entanto, ele ficou menos de uma temporada no clube croata, disputando apenas 15 partidas e marcando um gol.

Em seu retorno ao Brasil, em 2017, o meia continuou com passe vinculado ao Athletico-PR, que realizou novo empréstimo. Desta vez, o destino foi o São Paulo, clube pelo qual atuou em duas temporadas.

Apesar do curto período em que jogou com a camisa tricolor, Marcos Guilherme viveu bons momentos no clube. Em 49 partidas disputadas e 9 gols marcados, o meia quase permaneceu em definitivo no clube, que atuava por empréstimo. No entanto, um impasse financeiro entre o São Paulo e o Athletico-PR, que detinha os direitos do jogador, não permitiu a continuação de Marcos Guilherme no clube paulista naquela ocasião.

O dinheiro que impediu a permanência do meia no São Paulo, acabou o levando para a Arábia Saudita. O destino de Marcos Guilherme foi o Al-Wheda, na época comandado por Fábio Carille, hoje técnico do Corinthians. A transação entre o Athletico-PR e o clube árabe girou em torno de 4 milhões de euros, concluindo a transferência do meia o exterior.

Aos 23 anos, Marcos Guilherme vive sua segunda oportunidade fora do Brasil, onde já participou de 30 partidas e balançou em nove oportunidades as redes adversárias. Vivendo boa fase por lá, o meia comandou recentes goleadas do clube, indicando que, pelo menos por enquanto, seu retorno ao Brasil está descartado.