Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Por recuperação, Universidad Católica e América de Cali duelam em Santiago

por-recuperacao-universidad-catolica-e-america-de-cali-duelam-em-santiago-Futebol-Latino-09-03
Foto: Carlos yo/Divulgação

Um encontro de times que precisam dar uma resposta positiva depois de estreias “para esquecer” acontecerá na próxima terça-feira (10) na cidade de Santiago quando Universidad Católica e América de Cali entrarem em campo pela segunda rodada no Grupo E da Libertadores às 19h15 (horário de Brasília).

Leia mais: Com Cantillo na lista, Colômbia divulga pré-convocados das Eliminatórias
Brasileiro marca no empate do Philadelphia Union contra o Los Angeles FC

Do lado chileno, a ideia é tentar repetir o que o time vem fazendo em âmbito nacional nos últimos anos com o bicampeonato e usar a força do San Carlos de Apoquindo por uma apresentação que amenize o duro revés por 3 a 0 no Beira-Rio diante do Internacional.

Já por parte dos colombianos, nem mesmo toda a festa e simbolismo de retornarem a Liberta após uma caminhada sofrida que inclui a queda para a segunda divisão foi páreo para segurar o Grêmio de Renato Portaluppi e, muito menos, evitar a derrota por 2 a 0 em pleno Pascual Guerrero.

Agora, ambos precisam buscar pontos e aproveitarem o encontro entre os brasileiros da chave para diminuir a diferença na tabela e ficarem mais próximos de evitar um “domínio verde e amarelo” na chave.



Para isso, o técnico Ariel Holán tem problemas consideráveis para a montagem do 11 inicial dos Cruzados sem poder contar com três peças: os meio-campistas Ignacio Saavedra e José Pedro Fuenzalida além o atacante Gastón Lezcano. Enquanto o primeiro deles está em fase final de recuperação de contusão, Fuenzalida se machucou na panturrilha em Porto Alegre e Lezcano, durante um dos treinos da equipe, sofreu um golpe que o tira de combate.

Já para o treinador brasileiro naturalizado costarriquenho Alexandre Guimarães, o desfalque do goleiro venezuelano Joel Graterol será por um motivo totalmente inusitado. Isso porque, em função de sua nacionalidade e o intenso trânsito de pessoas provenientes da Venezuela no “êxodo” dos últimos anos, o arqueiro precisaria de um visto especial o qual ele não possui, logo ele se tornou baixa para os Diablos Rojos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019