Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Presidente do Cerro Porteño dispara contra a Conmebol: “Os registros mostram que se favoreceu uma equipe”

Foto: Reprodução/Twitter

*Por Juliano Rangel

A Conmebol divulgou, na última sexta-feira (23), o áudio e o vídeo das conversas realizadas entre o árbitro Víctor Carrillo e a equipe da cabine do VAR durante a vitória do River Plate sobre o Cerro Porteño por 2 a 0, válida pelo confronto de ida das quartas de final da Copa Libertadores. A divulgação do conteúdo provocou a ira do presidente do Cerro Porteño.

Leia mais: Rueda revela que recusou proposta de seleção sul-americana

Greve Platina: relembre a maior greve que já aconteceu no futebol sul-americano

Raúl Zapag, por meio de suas redes sociais, resolveu responder a Conmebol e destacou que outros lances não foram revisados. “Longe de ser justo publicar 24 horas depois que um árbitro não quis verificar se havia um lance de mão no início de uma partida, o que condiciona todo o desenvolvimento do jogo”, escreveu o dirigente.

O mandatário do Ciclón de Barrio Obrero ainda acrescentou: “Registros audiovisuais mostram que uma equipe foi favorecida e a outra foi prejudicada. Isso nunca poderia ser sobre a Justiça, que é a essência do VAR. Além disso, há muitas ações para revisar”, enfatizou Zapag.

O presidente também disse em sua publicação depois que gravação a “é insuficiente” e que medidas devem ser tomadas imediatamente para corrigir o curso. “Porque, de outra forma, são fatos que prejudicam não apenas um clube, mas um país. Cerro é o Paraguai!”, lembrou Zapag, que terminou dizendo que agora vai focar na revanche na próxima quinta-feira (29).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *