Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Quatro equipes recebem punições da Comissão Disciplinar da Conmebol

Macará, San José, Tolima e Universitario tiveram decréscimos em valores que receberiam de premiação nas fases anteriores aos grupos da Libertadores
volta-da-supercopa-dos-campeoes-da-libertadores-nao-foi-confirmada-pela-conmebol-Futebol-Latino-05-12

Na última terça-feira (11), a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), através da sua Comissão Disciplinar, emitiu uma série de decisões referente a clubes que acabaram punidos em confrontos válidos pela Pré-Libertadores.

Leia mais: Brasileirão Feminino: Com três gols na etapa final, Flamengo derrota a Ponte Preta
Boca Juniors não vai receber Maradona com festa em jogo na La Bombonera

Macará, San José, Tolima e Universitario foram clubes que receberam penas financeiras da entidade máxima na América do Sul por motivos diferentes previstos no Código Disciplinar atualizado da Conmebol. Os valor variam de três mil a 15 mil dólares, variação essa que pode ser calculada entre R$ 13 mil até R$ 65 mil.

O clube que acabou mais afetado nessa sequência de punições foi justamente aquele que vive uma das situações financeiras mais delicadas no continente como é o caso do clube boliviano.

Somadas as penas por violação aos artigos 5.3.3.3 (não compareceu a reunião de coordenação da partida), 5.7.2 (descumprimento das normas de nomes e apelidos exibidos na camisa da equipe) no Manual de Clubes da Libertadores 2020 além do artigo 31 (reincidência) no Código Disciplinar da Conmebol, a equipe foi punida com 18 mil dólares (R$ 78 mil) no total.

Confira as outras penas aplicadas pela Comissão Disciplinar da Confederação Sul-Americana de Futebol:

Macará: Artigos 9.1 e 9.3 (responsabilidade do clube sobre torcedores e segurança das partidas), 10.1 inciso D (garantia da ordem e segurança), 10.2 incisos G e H (eventos de falta de ordem e situações de impossibilidade de identificar os responsáveis) e 12.2 incisos C, F e O (violar o comportamento minimamente aceitável por parte dos integrantes da partida, comportamento que desacredita a competência da Conmebol e ato de violência e/ou agressão). Multa de cinco mil dólares (R$ 21,6 mil).

Tolima: Artigos 9.1 (responsabilidade do clube sobre torcedores), 10.2 incisos G e H (eventos de falta de ordem e situações de impossibilidade de identificar os responsáveis) e 12.2 incisos C, F e O (violar o comportamento minimamente aceitável por parte dos integrantes da partida, comportamento que desacredita a competência da Conmebol e ato de violência e/ou agressão). Multa de cinco mil dólares (R$ 21,6 mil).

Universitario: Artigos 9 (responsabilidade do clube) e 10.2 literal do inciso C (acender sinalizadores, fogos de artifício ou qualquer outro objeto pirotécnico). Multa de cinco mil dólares (R$ 21,6 mil).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019