Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Relembre quando havia ocorrido a última expulsão de Cavani

relembre-quando-havia-ocorrido-a-ultima-expulsao-de-cavani-Futebol-Latino-18-11
Foto: Claudio Reyes/AFP

Além do revés em casa diante da Seleção Brasileira por 2 a 0 na quarta rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo no Qatar, o Uruguai já sabe que não poderá contar no próximo compromisso do torneio com Edinson Cavani, expulso na etapa complementar após o pisão na perna de Richarlison onde levou amarelo. Porém, com a revisão do lance usando o Árbitro de Vídeo, o chileno Roberto Tobar cancelou a primeira advertência e deu o vermelho direto.

OS_BRAZIL_300x250_2020_Q2_SOC

Leia mais: Tabárez cita Palmeiras, coronavírus e analisa a expulsão de Cavani
Argentina bate Peru por 2 a 0 e segue na cola do Brasil nas Eliminatórias

Apesar de ser um jogador que argumenta bastante com a arbitragem principalmente quando defende a Celeste, expulsões não são comuns na carreira do atacante de 33 anos de idade. Tanto é que, antes do cartão da última terça-feira (17), a última vez que o avante havia sentido esse gosto foi há cinco anos atrás quando também defendia o selecionado uruguaio diante do Chile na Copa América de 2015.

Jogando diante dos anfitriões do torneio em 24 de junho do ano citado, o camisa 7 da Celeste acabou perdendo a cabeça após ser provocado com uma “patolada” do zagueiro Gonzalo Jara e, ao agredir o adversário acabou punido com a expulsão tomando o segundo cartão amarelo do ex-árbitro brasileiro e hoje comentarista Sandro Meira Ricci.

No jogo, apenas Edinson acabou punido com cartão, mas, depois da partida, a Conmebol puniu a atitude do defensor e o atleta ficou fora do restante da competição na qual a Roja viria a ser campeã.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *