Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Print

Retrô FL: Regularidade da LDU é coroada com o título

Mesmo depois de garantir sua presença na decisão do equatoriano ainda no primeiro semestre, LDU não reduziu o ritmo na segunda parte do ano
retro-fl-regularidade-da-ldu-e-coroada-com-o-titulo-Futebol-Latino-28-12

O formato de disputa do campeonato equatoriano pode dar a impressão de que o vencedor do Primera Etapa teria a chance de “relaxar” na segunda parte do ano. Porém, não foi assim que a LDU encarou a temporada de 2018, muito pelo contrário.

Leia mais: Sem espaço no Benfica, Nicolás Castillo pode voltar ao México
Gabriel Mercado diz que Sevilla ainda não o procurou para renovação

Apesar de não conseguir levar os dois torneios e conquistar o torneio de maneira absoluta, os comandados de Pablo Repetto foram competitivos o ano todo e mostraram isso com a conquista merecida do título na decisão diante do Emelec.

Primera Etapa marca “ressurreição” da Liga

Depois de uma temporada de 2017 marcada por muitas críticas de torcedores e analistas com o futebol pouco criativo, a LDU sabia que precisava ser contundente logo de cara no ano para dar uma resposta a altura de um time campeão de Libertadores.

O resultado? Uma equipe que privilegiava a segurança defensiva a maneira mais envolvente de jogo mesmo contando com o fator altitude, porém não menos eficiente e letal. Com isso, faturou o troféu e, em julho, já estava confirmado na decisão geral.

Segunda Etapa e o Emelec se segura na ponta

Fortalecido no cenário nacional nos últimos anos desde a passagem de Gustavo Quinteros (confirmado na última semana comandante da Universidad Católica), o time de Guayaquil marcou presença ganhando o Segunda Etapa com a LDU não muito distante.

Para se ter uma ideia como a cobrança de Pablo Repetto se refletiu nos seus comandados, a diferença de pontos da Liga para o Bombillo foi de apenas quatro unidades.

Dois jogos decisivos e a regularidade prevaleceu

Decidindo o campeonato equatoriano, a missão de segurar o poderoso sistema ofensivo dos Electricos e o inspirado Brayan Angulo foi quase perfeito no primeiro tempo do confronto de ida, mas aos 44 minutos o artilheiro deixou sua marca. Porém, o gol em falha do sistema defensivo aproveitado por Anderson Julio foi trivial para garantir um precioso empate no George Capwell.

Na volta, diante do torcedor Blanco, o mesmo Anderson Julio apareceu rapidamente aos 10 minutos para marcar o gol que foi o último da competição e o definidor do título nacional da LDU.