Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Retrospectiva 2020: relembre como foi a caminhada dos semifinalistas da Libertadores e Sul-Americana

Campeões de ambos os torneios serão conhecidos apenas em 2021
conmebol-determina-regra-inusitada-para-a-seguranca-sanitaria-Futebol-Latino-14-05
Foto: Divulgação/Conmebol

*Por Danilo Di Grado

Em um ano totalmente atípico como o de 2020 por conta da pandemia, tanto o campeão da CONMEBOL Libertadores, quanto o campeão da CONMEBOL Sul-Americana, serão conhecidos apenas em 2021.

OS_BRAZIL_300x250_2020_Q2_SOC

Leia Mais: Alô, santistas e palmeirenses! Priorizando a Liberta, Boca e River devem ter times alternativos no Superclássico
Atacante colombiano faz revelação pessoal sobre o River Plate


Mas você se lembra como foram as campanhas cada clube antes de chegar às semifinais dos torneios? Então confira abaixo a campanha das equipes até então.

CONMEBOL Libertadores

SANTOS

Fase de grupos

No Grupo G da competição, o Peixe não tomou conhecimento de seus adversários. Nos primeiros seis jogos, a equipe da Vila fechou na liderança da chave, com 5 vitórias e apenas 1 empate.

Defensa y Justicia 1 x 2 Santos
Santos 1 x 0 Delfín
Santos 0 x 0 Olimpia
Delfín 1 x 2 Santos
Olimpia 2 x 3 Santos
Santos 2
x 1 Defensa y Justicia

Oitavas de final

Com a classificação garantida, o ex-clube de Pelé não teve vida fácil nas oitavas. Pegando a LDU, o time conseguiu uma classificação heroica para a próxima fase.

1º jogo: LDU 1 x 2 Santos
2º jogo: Santos 0 x 1 LDU

Quartas de final

Já nas quartas, o Peixe sabia das dificuldades que teria pela frente encarando o Grêmio, de Renato Gaúcho. No entanto, de forma surpreendente, a equipe paulista atropelou o Imortal, com direito a goleada na Vila, e agora, nas semifinais, terá os argentinos do Boca como adversário.

1º jogo: Grêmio 1 x 1 Santos
2º jogo: Santos 4 x 1 Grêmio

PALMEIRAS

Fase de grupos

Com a mesma campanha que o seu rival Santos, o Verdão também não tomou conhecimento e, com propriedade, deixou para trás seus adversários no Grupo B, realizando a melhor campanha de todos na competição, o time do Allianz Parque ficou na liderança com 5 vitórias e apenas 1 empate.

Tigre 0 x 2 Palmeiras
Palmeiras 3 x 0 Guaraní
Bolívar 1 x 2 Palmeiras
Guaraní 0 x 0 Palmeiras
Palmeiras 5 x 0 Bolívar
Palmeiras 5 x 0 Tigre

Oitavas de final

Considerado o adversário mais tranquilo para os brasileiros, o Delfín foi o desafiante já na fase de mata-mata. Assim como foi em sua chave, o Palmeiras conseguiu dominar o adversário garantindo assim sua classificação.

1º jogo: Delfín 1 x 3 Palmeiras
2º jogo: Palmeiras 5 x 0 Delfín

Quartas de final

Após passar com tranquilidade, o time da vez no caminho foi o Libertad. Mesmo com uma certa dificuldade, novamente a equipe brasileira se impôs e, com isso, avançou para as semis para encarar agora o River, de Marcelo Gallardo.

1º jogo: Libertad 1 x 1 Palmeiras
2º jogo: Palmeiras 3 x 0 Libertad

BOCA JUNIORS

Fase de grupos

Figurinha sempre presente na principal competição da CONMEBOL, o Boca Juniors conseguiu destacar-se na fase de grupos. De forma invicta, a equipe Xeneize terminou como líder do Grupo H, com 4 vitórias e 2 empates.

Caracas 1 x 1 Boca Juniors
Boca Juniors 3 x 0 Independiente Medellín
Libertad 0 x 2 Boca Juniors
Independiente Medellín 0 x 1 Boca Juniors
Boca Juniors 0 x 0 Libertad
Boca Juniors 3 x 0 Caracas

Oitavas de final

Já no mata-mata, o Boca teve trabalho com o Inter pela frente. Após uma vitória para cada lado, a decisão acabou sendo nas penalidades com a vaga indo para o lado argentino.

1º jogo: Internacional 0 x 1 Boca Juniors
2º jogo: Boca Juniors 0 x 1 Internacional
*(Decisão nos pênaltis: Boca Juniors 5 x 4 Internacional)

Quartas de final

Garantido, o clássico da vez foi contra outro time da Argentina: o Racing. E não muito diferente de como foi com os gaúchos, a equipe do La Bombonera teve que suar a camisa para chegar na semifinal do torneio.

1º jogo: Racing 1 x 0 Boca Juniors
2º jogo: Boca Juniors 2 x 0 Racing

RIVER PLATE

Fase de grupos

Sendo o único time dos semifinalistas a ser derrotado nessa fase, o River soube, desde o sorteio, que garantir sua classificação no Grupo D não seria das tarefas mais fáceis. No entanto, mesmo com equipes como São Paulo e LDU na mesma chave, Gallardo e seus comandados mostraram que, mais um vez, o elenco mostrou-se qualificado para disputar o título.

LDU 3 x 0 River Plate
River Plate 8 x 0 Binacional
São Paulo 2 x 2 River Plate
Binacional 0 x 6 River Plate
River Plate 2 x 1 São Paulo
River Plate 3 x 0 LDU

Oitavas de final

Tendo mais um brasileiro pela frente, os Milonarios encararam, na ocasião, o Athletico-PR. Conseguindo um empate na ida, o clube de Buenos Aires acabou levando a melhor na volta conseguindo avançar.

1º jogo: Athletico-PR 1 x 1 River Plate
2º jogo: River Plate 1 x 0 Athletico-PR

Quartas de final

Mesmo com um adversário também conhecido por saber jogar a competição, o River praticamente atropelou o Nacional. Após uma boa vantagem na ida, a equipe de Muñeco goleou os uruguaios na volta, carimbando sua vaga nas semifinais.

1º jogo: River Plate 2 x 0 Nacional
2º jogo: Nacional 2 x 6 River Plate

CONMEBOL SUL-AMERICANA

VÉLEZ SARSFIELD

Primeira fase

Sabendo jogar um torneio continental, o Vélez iniciou encarando o Aucas logo de cara. Porém, o que os argentinos não contavam é que a equipe equatoriana estava disposta a surpreende-los, dando muito trabalho nos dois jogos, porém definindo a vaga a favor do clube de Buenos Aires.

1º jogo: Vélez Sarsfield 1 x 0 Aucas
2º jogo: Aucas 2 x 1 Vélez Sarsfield

Segunda fase

Continuando na competição, o time argentino, outra vez, não teve vida fácil. Encarando desta vez o Peñarol, o uruguaios dificultaram até o fim, mas não conseguiram avançar.

1º jogo: Vélez Sarsfield 0 x 0 Peñarol
2º jogo: Peñarol 1 x 1 Vélez Sarsfield

Oitavas de final

Sonhando com o título, o Vélez teve como desafiante o Deportivo Cali. Porém, diferente das outras fases, a equipe argentina não tomou conhecimento dos colombianos, com direito a goleada na volta.

1º jogo: Vélez Sarsfield 2 x 0 Deportivo Cali
2º jogo: Deportivo Cali 1 x 5 Vélez Sarsfield

Quartas de final

Com os chilenos do Universidad Católica pela frente, a equipe da capital argentina, novamente, conseguiu levar a melhor na competição. Após uma certa dificuldade na ida, levou a melhor na volta e, com isso, garantiu-se nas semis, onde irá encarar o Lanús.

1º jogo: Vélez Sarsfield 1 x 2 Universidad Católica
2º jogo: Universidad Católica 1 x 3 Vélez Sarsfield

DEFENSA Y JUSTICIA

Segunda fase

Após ser eliminado no Grupo G da Liberta, o Defensa acabou ficando na terceira colocação de sua chave, garantindo assim sua vaga na Sul-Americana. Com isso, já na segunda fase, a equipe teve os paraguaios do Sportivo Luqueño pela frente, onde acabou levando a melhor.

1º jogo: Sportivo Luqueño 1 x 2 Defensa y Justicia
2º jogo: Defensa y Justicia 1 x 1 Sportivo Luqueño

Oitavas de final

Tendo o Vasco como desafiante, o Defensa, novamente, não quis saber de dar chances. Mesmo com uma certa resistência por parte da equipe carioca, acabou avançando no torneio.

1º jogo: Defensa y Justicia 1 x 1 Vasco
2º jogo: Vasco 0 x 1 Defensa y Justica

Quartas de final

Novamente na rota de um brasileiro, o rival da vez foi o Bahia. Não diferente de como foi com o Vasco, os argentinos não deram chance e, com propriedade, venceu os dois jogos, pegando agora nas semifinais o Coquimbo Unido.

1º jogo: Bahia 2 x 3 Defensa y Justicia
2º jogo: Defensa y Justicia 1 x 0 Bahia

LANÚS

Primeira fase

Tentando garantir novamente o título da competição, quando bateu a Ponte Preta na decisão em 2013, o Lanús iniciou sua campanha tendo trabalho. Após uma certa tranquilidade na ida, teve que segurar-se na volta para deixar o Universidad de Quito pelo caminho.

1º jogo: Lanús 3 x 0 Universidad de Quito
2º jogo: Universidad de Quito 2 x 0 Lanús

Segunda fase

Na continuidade, o rival da vez foi o São Paulo. E os argentinos não deram chances. Vencendo o Tricolor nos dois jogos, o time conseguiu assim sua vaga nas oitavas.

1º jogo: Lanús 3 x 2 São Paulo
2º jogo: São Paulo 4 x 3 Lanús

Oitavas de final

Diferente de como foi nas fases anteriores, o Lanús até encontrou uma certa dificuldade na ida. Entretanto, não tomou conhecimento e acabou goleando o Bolívar na volta.

1º jogo: Bolívar 2 x 1 Lanús
2º jogo: Lanús 6 x 2 Bolívar

Quartas de final

Com um clássico pela frente nas quartas, o adversário foi um velho conhecido: o Independiente. Após um empate na ida, o time grená passou sobre o clube de Avellaneda garantindo-se assim nas semifinais.

1º jogo: Lanús 0 x 0 Independiente
2º jogo: Independiente 1 x 3 Lanús

COQUIMBO UNIDO

Primeira fase

Considerado uma surpresa, o Coquimbo Unido vem realizando uma campanha, de fato, surpreendente até então. Logo em sua estreia, os chilenos não tomaram conhecimento e mostraram ao Arágua, da Venezuela, que não estavam dispostos a perder sua vaga.

1º jogo: Coquimbo Unido 3 x 0 Arágua
2º jogo: Arágua 1 x 0 Coquimbo Unido

Segunda fase

Com outro venezuelano em seu caminho, os Piratas levaram a melhor mais um vez. Com duas vitórias nos dois duelos, a vítima da vez foi o Estudiantes de Mérida.

1º jogo: Coquimbo Unido 3 x 0 Estudiantes de Mérida
2º jogo: Estudiantes de Mérida 0 x 2 Coquimbo Unido

Oitavas de final

Avançando na competição, o Coquimbo então teve o Sport Huncayo como rival. Mesmo com um empate na ida, levou a melhor na volta, na casa dos peruanos, para seguir sonhando com o título.

1º jogo: Coquimbo Unido 0 x 0 Sport Huancayo
2º jogo: Sport Huancayo 0 x 2 Coquimbo Unido

Quartas de final

Após uma certa facilidade nos demais compromissos do torneio, os chilenos encaram uma pedreira nas quartas: o Junior Barranquilla. Entretanto, mesmo com a equipe colombiana mostrando que não seria fácil derrotá-la, acabou levando a melhor graças ao gol fora de casa na ida.

1º jogo: Junior Barranquilla 1 x 2 Coquimbo Unido
2º jogo: Coquimbo Unido 0 x 1 Junior Barranquilla

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Futebol Latino sabe que a alegria do esporte bretão do continente americano é bem mais do que Brasil, Argentina e Uruguai. Isso porque o amante da bola quer mesmo é saber de tudo, desde a final do Brasileirão até a 5a rodada do Peruano, com a mesma seriedade e com a mesma paixão. Leia Mais

Entre em contato conosco: comercial@futebolatino.com.br

© Futebol Latino - Todos os Direitos Reservados - 2019 | Por Diegão ©