Foto: Divulgação

No estádio Luiz Franzini, Danubio e Atlético-MG protagonizaram um jogo agitado e com quatro gols. No fim, o duelo acabou empatado por 2 a 2. Com o resultado, o Galo joga por uma vitória ou empate por um gol. Já o clube uruguaio tem que vencer ou empatar acima de três gols.

Leia Mais: A estreita relação de Buenos Aires com o futebol
Talleres relaciona 21 jogadores para embate frente ao São Paulo

O duelo da volta acontece na próxima terça-feira, no estádio Independência, em Belo Horizonte.

O jogo

O Atlético-MG mostrou a sua força desde o começo. O Galo apostava nas jogadas em profundidade e Chará era a válvula de escape. Em uma das descidas, o colombiano exigiu ótima defesa do goleiro.

Melhor em campo, o gol parecia questão de tempo e ele veio com Ricardo Oliveira. O camisa 9 saiu na cara do goleiro e tocou para o fundo das redes, 1 a 0.

Após marcar o gol, o Galo diminuiu o ritmo do confronto e viu o Danubio crescer. O resultado não poderia ser outro. Grossmuller cruza rasteiro, a zaga atlética falha e Fede Rodríguez mandou para as redes.

Na etapa final o jogo continuou aberto. Os dois times buscavam o ataque a todo instante, mas falhavam na hora da conclusão. O time da casa apostava nas jogadas laterais e por muito pouco não virou. Oliveira aproveitou novo cruzamento rasteiro e Victor executou um milagre.

Susto tomado, o Galo retomou a velocidade no ataque e Ricardo Oliveira teve duas oportunidades. Mas Cristóforo levou a melhor e fez boas defesas.

Aos 31 minutos, Maicon Bolt cruzou na medida e Ricardo Oliveira, sempre ele, estava lá para cabecear no contrapé do goleiro e recolocar o Galo em vantagem.

Não deu nem tempo de comemorar. O Danubio saiu em busca do empate e conseguiu na sequencia. Em cruzamento da direita, Sergio Felipe cabeceou, sem chances para Victor e decretou números finais do jogo.