Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Rivaldo analisa o peso da ausência de Suárez no Barcelona

Na avaliação do ex-jogador que foi o melhor do mundo vestindo a camisa culé, não ter o avante uruguaio sobrecarrega a responsabilidade sobre Lionel Messi
uruguai-contabiliza-numero-assombroso-de-lesoes-nos-ultimos-meses-Futebol-Latino-19-03

No último fim de semana, mais precisamente no domingo (2), o Barcelona acabou derrotado por 2 a 0 para o Real Madrid no grande clássico espanhol válido por La Liga que acabou custando ver o rival assumir a liderança da competição. Em mais uma partida, aliás, onde Luis Suárez não esteve devido a sua grave lesão no joelho sofrida em janeiro desse ano.

Leia mais: Torcedor do Defensa y Justicia é flagrado imitando um macaco para santistas
Hernán Crespo parabeniza o Defensa y Justicia e elogia Soteldo

Em declaração repercutida tanto na Espanha como também no Uruguai, o ex-jogador brasileiro Rivaldo, identificado com o Barça onde chegou a ser eleito o melhor jogador do mundo em 1999, frisou que a ausência de Luisito tem não apenas prejudicado a equipe em si como também trazido uma espécie de “sobrecarga” de responsabilidade ao astro argentino Lionel Messi:

“Sem Luis Suárez, o Barcelona perde muitíssimo, demais, porque, além do Messi, não tem outro jogador que possa surpreender os oponentes. O uruguaio trabalho duro, não tem medo e põe sempre a defesa adversária em xeque. O Barça sente falta do Suárez e, em sua ausência, está colocando toda a responsabilidade em Messi. Quando perdem, todos perguntam o que aconteceu com o Messi. Ele sempre é o alvo das frustrações dos torcedores quando as coisas não vão tão bem para a equipe, mas isso é injusto.”

Falando especificamente sobre o El Clasico, Rivaldo reforçou sua ideia de que o Barcelona tem alta dependência de como Messi se apresentará para conseguir os resultados e de como ele parece ser o único capaz de, efetivamente, assumir a responsabilidade de levar o time as vitórias.



“Como de costume, Lionel Messi teve pouco espaço para jogar. Ele é a carta ganhadora do Barça e, se estiver bem marcado, sua possibilidades de ameaçar o ataque se reduzem severamente. Nesse momento, o Messi é o único jogador do Barcelona que se responsabiliza com a bola, chuta de fora da área e tenta desequilibrar os defensores rivais. Ninguém mais parece capaz de ajudá-lo nesse departamento”, afirmou o pentacampeão do mundo com a Seleção Brasileira em 2002.

A próxima partida na temporada onde o Barcelona terá novamente de lidar com a ausência do Pistolero (a previsão de retorno mais otimista está fixada apenas para meados de abril) será no próximo sábado (7) às 14h30 (horário de Brasília) no Camp Nou diante da Real Sociedad. O embate vale pela 25ª Rodada do campeonato espanhol.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019