Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Será que dá, River? Libertadores registrou viradas ‘impossíveis’ na história recente

Libertadores
Foto: Divulgação/River Plate

* Por Roberto Junior

Na terça-feira, o River Plate tem uma missão quase impossível no Allianz Parque: reverter um placar de 3 a 0 feito pelo Palmeiras, na Argentina. Mas a Libertadores tem em seu histórico recente uma seleção de viradas históricas no qual “Los Millonarios” pode se inspirar.

OS_BRAZIL_300x250_2020_Q3_SOC

Leia mais
Após agredir Gabriel Menino, lideranças do River cobram Carrascal

O River Plate, aliás, participou de duas dessas “remontadas”, termo utilizado na Argentina, em que Marcelo Gallardo participou. Uma positiva para a equipe de Buenos Aires e outra negativa, mas ambas em 2017.

O Futebol Latino relembra abaixo algumas das viradas históricas que aconteceram nos últimos anos e décadas:

River x Jorge Wilstermann – 2017

Na altitude de Cochabamba, a equipe de Gallardo foi derrotado por 3 a 0 para o Jorge Wilstermann. Apesar da altitude ser uma arma poderosa do time peruano, o resultado deixou os torcedores com um pé atrás.

Porém na volta, no Monumental de Nuñez, o River aplicou um 8 a 0 e afastou qualquer possibilidade de eliminação ainda nas quartas de final.

River x Lanús – 2017

Mas na fase seguinte, a situação não se repetiu para o time comandado por Muñeco. Ao vencer no Monumental por 1 a 0, o Lanús surpreendeu dentro de casa. Isso porque o River anotou mais dois gols no estádio La Fortaleza e fez um agregado por 3 a 0.

O Lanús, que não tem grande histórico na Libertadores, correu atrás e fez os quatro gols necessários para se classificar para a final e enfrentar o Grêmio na ocasião.

Universidad de Chile x Deportivo Quito – 2012

A Universidad de Chile, então comandado por Jorge Sampaoli, havia perdido o jogo de ida por 4 a 1 para o Deportivo Quito, em duelo que contou com a altitude como arma para os equatorianos.

Na volta, porém, os chilenos aplicaram um 6 a 0 em casa e conseguiram avançar para as quartas de final da Libertadores.

Bolívar x Nacional-URU – 2000

No duelo de ida das oitavas de final disputado no Uruguai, o Bolívar perdeu por 3 a 0 para o Nacional. Mas mais uma vez a altitude foi aliada de uma equipe no mata-mata e os bolivianos não perdoaram no confronto de volta ao repetir o placar e conseguir avançar nas penalidades máximas.

Cerro Porteño x Estudiantes de Merida – 1999

No último ano do milênio passado, os paraguaios do Cerro haviam ido até a Venezuela pelas quartas de finais da Libertadores e levado uma missão impossível a Assunção ao perder por 3 a 0
para o Estudiantes de Merida.

No duelo de volta, porém, a equipe conseguiu reverter o agregado ao fazer 4 a 0 dentro de sua casa e assim se classificar para as semifinais.

Sporting Cristal x El Nacional – 1993

Outro placar por 3 a 0 foi revertido na história da Libertadores. Em 93, o Sporting Cristal, do Peru, foi derrotado em confronto disputado em Quito, pelas oitavas de final.

No Peru, o Sporting conseguiu balançar as redes em quatro oportunidades e passar de fase ao fazer um placar agregado em 4 a 3.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Futebol Latino sabe que a alegria do esporte bretão do continente americano é bem mais do que Brasil, Argentina e Uruguai. Isso porque o amante da bola quer mesmo é saber de tudo, desde a final do Brasileirão até a 5a rodada do Peruano, com a mesma seriedade e com a mesma paixão. Leia Mais

Entre em contato conosco: comercial@futebolatino.com.br

© Futebol Latino - Todos os Direitos Reservados - 2019 | Por Diegão ©