Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Rubert Quijada reclama de punição por protesto na Venezuela

federacao-venezuelana-de-futebol-pune-protesto-de-zulia-e-caracas-Futebol-Latino-18-04
Foto: Miguel Vallenilla

O ato de protesto feito no dia 10 de março envolvendo Zulia FC e Caracas no Apertura da Venezuela não ficou impune aos olhos da Federação Venezuelana de Futebol (FVF).

Leia mais: Simeone faz revelação curiosa dita a ele por Pep Guardiola sobre Messi
Brasileiros do Marítimo buscam quebrar tabu de mais de três décadas

Em comunicado emitido pela entidade, foi dito que os capitães dos dois times (Leonardo Morales, do Zulia, e Rubert Quijada, do Caracas) foram punidos com uma partida de suspensão, pagarão multa de valor não informado e também os clubes terão de arcar com uma pena financeira pelo ato.

Em entrevista dada por Quijada a um programa de rádio local, o Conexión Goleadora, ele se mostrou bastante contrariado com a decisão da organizadora do futebol venezuelano:

“Nos suspendem por nos cuidar. É ilógico. Fomos ao gramado, mexemos a bola e vimos que o Zulia não fez nenhum gesto. Nós entendemos, foi muito além do esportivo. Foi simplesmente humano. Você pode imaginar o que seria jogar naquela tarde? Havia relatos de roubos. Não podia haver futebol nesse dia na Venezuela. Cumprirei minha sanção com a cabeça erguida, isso me deixa tranquilo.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *